Língua groenlandesa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Gronelandês (Kalaallisut)
Pronúncia:Kalaallisut
Outros nomes:Kalaallisut, Kalaallisun, Kalaaqtun, e outros nomes locais
Falado em: Gronelândia (60.000)
Total de falantes: 60.000
Família: Línguas esquimó-aleútes
 Línguas esquimós
  Línguas inuites
   Gronelandês
Escrita: Alfabeto latino
Estatuto oficial
Língua oficial de: Gronelândia
Códigos de língua
ISO 639-1: kl
ISO 639-2: kal
ISO 639-3: kal
Idioma groenlandés.png
Distribuição das variantes da língua kalaallisut ao longo do Ártico.

O groenlandês, groelandês ou gronelandês (Kalaallisut) é um idioma da família das línguas esquimo-aleutianas. É falado pelo povo nativo da Groenlândia (Gronelândia em Portugal) - cerca de 54.000 pessoas. Faz parte, tradicionalmente, das línguas inuítes, tal como o inuktitut, no Canadá. É a língua oficial e real da Groenlândia, onde o dinamarquês tem um estatuto semi-oficial.[1][2]

Amostra da Língua Groenlandesa

Olá (Haluu)
Sim (Aap)
Não (Naamik)
Obrigado (Qujanaq)
Um cão (qimmeq)
Um cão grande (qimmersuaq)
Ele tem um cão. (qimmeqarpoq)
Ele não tem um cão. (qimmeqanngilaq)
Ele tem um cão grande. (qimmersuaqarpoq)
Ele não tem um cão grande. (qimmersuaqanngilaq)

Um sinal bilíngue em dinamarquês (topo) e groenlandês.

Dialetos do groenlandês[editar | editar código-fonte]

A língua groenlandesa compreende 3 dialetos:[2]

  • Kalaallisut - Groenlandês ocidental (variante padrão oficial)
  • Tunumiisut - Groenlandês oriental
  • Inuktun - Groenlandês setentrional

Características do groenlandês[editar | editar código-fonte]

Tipologia e morfossintaxe[editar | editar código-fonte]

A língua groenlandesa pode ser caracterizada como uma língua ergativa-absolutiva, com ordem dos constituintes SOV.

O Kalaallisut distingue dois tipos de palavras abertas: substantivos e verbos. Cada categoria se subdivide em palavras transitivas e intransitivas. Distinguem-se quatro pessoas (1.ª, 2.ª, 3.ª, 3.ª reflexiva), dois números (singular, plural; não há dual como em Inuktitut), oito tempos (indicativo, participial, imperativo, optativo, subjuntivo passado, subjuntivo futuro, subjuntivo habitual), dez casos (absolutivo, ergativo, equativo, instrumental, locativo, alativo, ablativo, perlativo; para alguns nomes: nominativo e acusativo). Os verbos têm uma inflexão bipersonal para o sujeito e o objeto (distinguidas por pessoa e número). Os substantivos transitivos levam inflexão possessiva.

Fonologia[editar | editar código-fonte]

Vogais

Há em groenlandês três vogais: /i/, /u/ e /a/

Antes de uma consoante uvular ([q] ou [R]) /i/ é realizado alofonicamente como [e] ou [ɛ], ao passo que /u/ é realizado como [o] ou [ɔ].

Vogais duplas são pronunciadas separadamente, o que quer dizer que elas são realizadas como duas vogais, não como uma vogal longa; fato esse representado na ortografia como VV.

Consoantes

Os fonemas estão representados entre // e as letras que se seguem dizem respeito à ortografia do groenlandês, como convencionada em 1973.

  Labial Alveolar Palatal Velar Uvular
Oclusivas /p/ - p /t/ - t /k/ - k /q/ - q
Fricativas /v/ - v/f[3] /s/ - s (/ʃ/) /ɣ/ - g /ʁ/ - r
Nasais /m/ - m /n/ - n /ŋ/ -  ng /ɴ/ -  rn
Líquidas /l/ - l / ɬ -  ll /R/ - r
Semivogal /j/ - j /Ø/ - ø

Alfabeto[editar | editar código-fonte]

a, e, f, g, h, i, j, k, l, m, n, o, p, q, r, s, t, u, v

Palavras emprestadas pelo groenlandês[editar | editar código-fonte]

caiaque, anoraque, iglu

Referências

  1. «Ett ickenordiskt språk i Norden». Grönland mer än isberg (em sueco). Estocolmo: Arena/Norden Föreningen. 2004. p. 174-181. 227 páginas. ISBN 9789185276776 
  2. a b Jørgen Rischel. «Grønlandsk» (em dinamarquês). Den Store Danske Encyklopædi (Grande Enciclopédia Dinamarquesa). Consultado em 19 de maio de 2018. 
  3. f é a escrita de /vv/ desvozeado geminate.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Categoria no Commons