Lucio Mosquini

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Lucio Mosquini
Deputado federal por Rondônia
Período 1 de fevereiro de 2015
até a atualidade
Dados pessoais
Nome completo Lucio Antonio Mosquini
Nascimento 23 de julho de 1969 (50 anos)
Rondonópolis, Mato Grosso
Cônjuge Angela Mosquini
Partido MDB
Profissão Engenharia Elétrica

Lucio Antonio Mosquini (Rondonópolis, 23 de julho de 1969) é um engenheiro eletricista e político brasileiro. Tomou posse como deputado federal por Rondônia no dia 1 de fevereiro de 2015.[1][2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Início de vida e educação[editar | editar código-fonte]

Nascido no município de Rondonópolis em 23 de julho de 1969, é casado com Ângela Mosquini com quem tem dois filhos, Julliany e Jordão Mosquini . Na juventude Lúcio participou de movimentos estudantis, entre eles a campanha pelo impeachment do ex-presidente Fernando Collor de Melo. É engenheiro eletricista formado pela Universidade Federal do Mato Grosso e pós-graduado em Controladoria Pública. Lúcio se mudou para Rondônia há 25 anos, residindo no município de Jaru.

Carreira profissional[editar | editar código-fonte]

Entre os cargos que desempenhou Lúcio Mosquini estão a presidência da Cooperativa Agrorural de Jaru/RO (Agrishow) e a vice-presidência da Associação Comercial e Industrial do mesmo município. Lúcio Mosquini foi nomeado pelo governador Confúcio Moura (PMDB_RO) em 2011 Diretor-geral do Departamento de Estradas de Rodagem e Transportes (DER/RO). Em 2012 o Departamento de Estradas de Rodagem e Transportes foi fundido com o Departamento de Viação e Obras Públicas (Devop), ficando Lúcio Mosquini responsável pela gestão deste órgão.[3]

Carreira política[editar | editar código-fonte]

Em 2014 Lucio Mosquini recebeu do PMDB o convite para disputar uma das oito vagas de Rondônia na Câmara Federal. Foi eleito como quinto deputado federal mais votado, com 40.595 votos. Tomou posse como deputado federal no dia 1 de fevereiro de 2015.[4][5]

Como deputado federal, votou a favor do Processo de impeachment de Dilma Rousseff.[6] Já durante o Governo Michel Temer, votou a favor da PEC do Teto dos Gastos Públicos.[6] Em abril de 2017 foi favorável à Reforma Trabalhista.[6][7] Em agosto de 2017 votou contra o processo em que se pedia abertura de investigação do presidente Michel Temer, ajudando a arquivar a denúncia do Ministério Público Federal.[6][8]

Referências

  1. «Lucio Mosquini». G1 Rondônia. Consultado em 23 de fevereiro de 2015 
  2. «Oito Deputados Federais Eleitos em Rondônia tomam posse em Brasília». G1 Rondônia. Consultado em 23 de fevereiro de 2015 
  3. «Governador anuncia fusão do DER com Deosp e Lucio Mosquini é nomeado para administrar a superestrutura». Rondoniagora. Consultado em 23 de fevereiro de 2015 
  4. «Lucio Mosquini agrade a população pelos 40.595 votos». Rondoniaovivo. Consultado em 23 de fevereiro de 2015 
  5. «Deputado Federal Lucio Mosquini pauta trabalhos na agricultura e infraestrutura». Tudo Rondônia. Consultado em 23 de fevereiro de 2015 
  6. a b c d G1 (2 de agosto de 2017). «Veja como deputados votaram no impeachment de Dilma, na PEC 241, na reforma trabalhista e na denúncia contra Temer». Consultado em 11 de outubro de 2017 
  7. Redação (27 de abril de 2017). «Reforma trabalhista: como votaram os deputados». Consultado em 18 de setembro de 2017 
  8. Carta Capital (3 de agosto de 2017). «Como votou cada deputado sobre a denúncia contra Temer». Consultado em 18 de setembro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]