Manjul Bhargava

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Manjul Bhargava
Nascimento 8 de agosto de 1974 (44 anos)
Hamilton, Ontário
Nacionalidade Canadense/estadunidense
Cidadania Canadá, Estados Unidos
Alma mater Universidade Harvard, Universidade de Princeton
Ocupação matemático, professor universitário
Prêmios Prêmio Blumenthal (2005), Prêmio SASTRA Ramanujan (2005), Clay Research Award (2005),[1] Prêmio Cole (2008), Prêmio Fermat (2011),[2] Prêmio Infosys (2012), Medalha Fields (2014)[3]
Empregador Universidade de Princeton, Universidade de Leiden
Religião Hinduísmo
Orientador(es) Andrew Wiles[4]
Orientado(s) Alison Miller, Melanie Wood
Instituições Universidade de Princeton
Campo(s) Matemática
Tese 2001: Higher Composition Laws

Manjul Bhargava (मञ्जुल भार्गव) (Hamilton, Ontário, 8 de agosto de 1974[5]) é um matemático estadunidense nascido no Canadá e de origem indiana. É Professor da Cátedra R. Brandon Fradd de Matemática da Universidade de Princeton. É conhecido principalmente por suas contribuições à teoria dos números.

Foi eleito membro da Royal Society em 2019.[6]

Publicações selecionadas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Past Research Award Holders» (em inglês). Clay Mathematics Institute. Consultado em 27 de dezembro de 2015. Cópia arquivada em 22 de dezembro de 2015 
  2. «Lauréats des années précédentes» (em francês). Institut de Mathématiques de Toulouse. Consultado em 18 de Julho de 2016. Cópia arquivada em 18 de Julho de 2016 
  3. «Fields Medallists» (em inglês). International Mathematical Union (IMU). Consultado em 26 de dezembro de 2015. Cópia arquivada em 17 de novembro de 2015 
  4. Manjul Bhargava (em inglês) no Mathematics Genealogy Project
  5. Gallian, Joseph A. (2009). Contemporary Abstract Algebra. Belmont, CA: Cengage Learning. p. 571. ISBN 978-0-547-16509-7 
  6. «Distinguished scientists elected as Fellows and Foreign Members of the Royal Society» 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Elon Lindenstrauss e Cédric Villani
Prémio Fermat
2011
com Igor Rodnianski
Sucedido por
Camillo De Lellis e Martin Hairer
Precedido por
Elon Lindenstrauss, Ngô Bảo Châu, Stanislav Smirnov e Cédric Villani
Medalha Fields
2014
com Artur Ávila, Martin Hairer e Maryam Mirzakhani
Sucedido por
Caucher Birkar, Alessio Figalli, Peter Scholze e Akshay Venkatesh


Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) matemático(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.