Marabá Paulista

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Marabá Paulista
Bandeira de Marabá Paulista
Brasão de Marabá Paulista
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 11 de setembro
Fundação 1938 (80 anos)
Emancipação 11 de setembro de 1954 (63 anos)
Gentílico marabaense
marabá-paulistense
Prefeito(a) Miguel Duarte Costa (PDT)
(2017–2020)
Localização
Localização de Marabá Paulista
Localização de Marabá Paulista em São Paulo
Marabá Paulista está localizado em: Brasil
Marabá Paulista
Localização de Marabá Paulista no Brasil
22° 06' 28" S 51° 57' 46" O22° 06' 28" S 51° 57' 46" O
Unidade federativa  São Paulo
Mesorregião Presidente Prudente IBGE/2008 [1]
Microrregião Presidente Prudente IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Caiuá, Presidente Venceslau, Piquerobi, Santo Anastácio, Mirante do Paranapanema, Teodoro Sampaio e Presidente Epitácio
Distância até a capital 635 km[2]
Características geográficas
Área 917,119 km² [3]
População 5 345 hab. Censo IBGE/2014[4]
Densidade 5,83 hab./km²
Altitude 401 m
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,677 médio PNUD/2010 [5]
PIB R$ 47 749,689 mil IBGE/2008[6]
PIB per capita R$ 8 251,20 IBGE/2008[6]
Página oficial

Marabá Paulista é um município brasileiro do estado de São Paulo. Localiza-se a uma latitude 22º06'29" sul e a uma longitude 51º57'45" oeste, estando a uma altitude de 401 metros.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

A etimologia da palavra "Marabá" é de um vocábulo indígena mayr-abá, que significa filho do estrangeiro com a índia ou ainda, fruto da índia com o branco.[7]

Quando Marabá Paulista foi organizado como município já era emancipado uma outra localidade com este nome, Marabá, no estado do Pará. Não há consenso sobre quem ou o que motivou os habitantes do antigo povoado de Areia Dourada a mudar a denominação do local para "Marabá Paulista", no início da década de 1950. Pode, entretanto, ter sido sugestão um dos antigos membros da comitiva do presidente Getúlio Vargas, que passou por Marabá (Pará) em 1950, em campanha presidencial. Cabe ressaltar que a localidade do norte do Brasil, á época, já era um próspero município, sendo isto um fator determinante.

História[editar | editar código-fonte]

Marabá Paulista teve sua origem em um povoado do Município de Presidente Venceslau, denominado Areia Dourada, formado por diversas fazendas, entre elas destacamos as fazendas Santo Antônio, Ribeirão das Antas e Marabá.

Em 1938, vários colonos, mormente nordestinos, iniciaram o povoado de Areia Dourada, tendo, na época, a cultura de algodão como sua principal fonte de renda. Com o passar dos anos, além dos nordestinos vieram os comerciantes imigrantes da Espanha, Itália e também do Japão. Seis anos depois, pelo seu grande desenvolvimento e progresso foi elevado a Distrito de Paz.

Marabá Paulista teve muitos fundadores, dentre eles se destacam João Ambrósio, Emiliano Vilanova, Midiseu Coreda, Ênio Pepino, Lúcio Mariano Pero e José Maria da Mota. Ênio Pepino era dono das terras do perímetro urbano de Areia Dourada e fez a doação das terras para a implantação do município. Foi através do Decreto-Lei nº 14.334, de 30 de novembro de 1944, que o povoado foi elevado a Distrito de Paz, com o nome de Areia Dourada. Foi lhe dado este nome porque naquelas localidades podia se encontrar uma grande quantidade de areia.

Foi elevado a município da Comarca de Presidente Venceslau, com sede na vila de Marabá Paulista (ex Areia Dourada) e com território desmembrado do respectivo distrito. Sua instalação aconteceu em 1º de janeiro de 1954.

Como município ficou constituído de um único distrito: o de Marabá Paulista, que pertence a 102ª Zona Eleitoral.

O primeiro escrutínio realizado no recém-fundado município, elegeu a Lúcio Mariano Pero e Atayde Gomes como prefeito e vice-prefeito respectivamente. Tomaram posse, assim como a primeira legislatura municipal eleita, em 1º de janeiro de 1955, em seção presidida pelo juiz da Comarca de Presidente Venceslau, Francisco Matera[8].

O município, bem como a região do Pontal do Paranapanema, é conhecida pela concentração fundiária e a pobreza no campo. A partir da década de 1980 foram destinadas duas fazendas do município para a reforma agrária. Da Fazenda Areia Branca foram desapropriados pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) 1.873 hectares em 30 de setembro de 1989. A Fazenda Santo Antonio também foi desapropriada pela Fundação Instituto de Terras do Estado de São Paulo Fundação (Itesp) em 1999, onde 73 famílias foram assentadas[8].

Esportes[editar | editar código-fonte]

Na prática esportiva do município, destaca-se o futebol, onde a principal refência local é a Sociedade Esportiva Marabaense. Existe também o XV de Novembro Futebol Clube, criado por volta de 1962.[9]

Geografia[editar | editar código-fonte]

Sua população estimada em 2014 era de 5.345 habitantes. Possui uma área de 917,119 km².

Demografia[editar | editar código-fonte]

Dados do Censo - 2000

População total: 3.699

  • Urbana: 2.048
  • Rural: 1.651
  • Homens: 1.915
  • Mulheres: 1.784

(Fonte: IPEADATA)

Referências

  1. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  2. «Distâncias entre a cidade de São Paulo e todas as cidades do interior paulista». Consultado em 28 de janeiro de 2011 
  3. IBGE (10 out. 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 dez. 2010 
  4. «Censo Populacional 2014». Censo Populacional 2014. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2014. Consultado em 6 de fevereiro de 2015 
  5. «Ranking IDHM Municípios 2010». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Consultado em 7 de janeiro de 2017. Cópia arquivada em 7 de janeiro de 2017 
  6. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 dez. 2010 
  7. MEDINA, M.H. (4 de dezembro de 2011). «Marabá, onde o Sol brilha para todos». Diário Regional. Consultado em 12 de maio de 2013 
  8. a b História da Cidade. Prefeitura Municipal de Marabá Paulista/SP. 2017
  9. «Esporte - Futebol». Consultado em 2 de dezembro de 2016