Marc Wilmots

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Marc Wilmots
Marc Wilmots
Marc Wilmots em 2006
Informações pessoais
Nome completo Marc Wilmots
Data de nasc. 22 de fevereiro de 1969 (50 anos)
Local de nasc. Jodoigne, Bélgica
Informações profissionais
Equipa atual Irã Irã
Posição Ex-meia
Função Treinador
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1987–1988
1988–1991
1991–1996
1996–2000
2000–2001
2001–2003
Sint-Truiden
Mechelen
Standard de Liège
Schalke 04
Bordeaux
Schalke 04
0031 0000(9)
0100 000(24)
0146 000(72)
0131 000(31)
0038 000(11)
0047 0000(7)
Seleção nacional
1990–2002 Bélgica 0070 000(28)
Times/Equipas que treinou
2003
2004–2005
2012–2016
2017
2019-
Schalke 04
Sint-Truiden
Bélgica
Costa do Marfim
Irã

Marc Wilmots (Jodoigne, 22 de fevereiro de 1969) é um ex-futebolista e atual treinador belga. Atualmente treina a Seleção Iraniana de Futebol.

Jogou durante muito tempo no Schalke 04, clube onde encerrou sua carreira. Ganhou a Europa League e a Copa alemã com este mesmo time. Também jogou quatro Copas do Mundo pela Seleção Belga de Futebol, sendo que na de 2002 fez um belo gol de bicicleta contra o Japão, marcou três gols na competição, porém o que seria seu quarto gol na mesma, foi anulado pelo árbitro da partida, gol este que daria a vantagem de um a zero para a Bélgica sobre o Brasil, o que poderia mudar a história do mesmo, pois a partida acabou dois a zero para o Brasil que saiu classificado naquela ocasião.

Treinador[editar | editar código-fonte]

Em 2012 assumiu o cargo de treinador, primeiramente como interino depois do Georges Leekens ter abandonado este mesmo cargo, da Seleção Belga de Futebol para levá-la até a Copa do Mundo no Brasil em 2014.[1]

Permaneceu no cargo até a derrota nas quartas de final da Eurocopa de 2016 para o País de Gales por 1–3.[2]

Em 21 de março de 2017 assumiu a Seleção Marfinense substituindo o francês Michel Dussuyer[3] para classifica-la nas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018. Não logrou êxito e deixou o cargo ao fim da competição, em novembro.[4]

Política[editar | editar código-fonte]

Além de ter sido jogador, ele também foi eleito senador de direita (MR) com mais de 100.000 votos em 2003. Doou todo o lucro para obras de caridade.[5] Marc Wilmots fala perfeitamente os três idiomas nacionais.[6]

Referências

  1. RTL info (5 de outubro de 2012). «Leekens viré: c'était son vingtième contrat d'entraîneur ! (Leekens despedido:era o vigésimo contrato dele como treinador !)» (em francês). 13h30. Consultado em 16 de novembro de 2012 
  2. «Marc Wilmots leaves Belgium as coach after Euro 2016 disappointment» (em inglês). ESPN. 15 de julho de 2016 
  3. «Wilmots appointed Ivory Coast coach» (em inglês). Euronews. 21 de março de 2017 
  4. «Ivory Coast coach Wilmots leaves job» (em inglês). Reuters. 15 de novembro de 2017 
  5. Références (17 de outubro de 2012). «Les 3 carrières de Marc Wilmots» (em francês). Consultado em 7 de fevereiro de 2013 
  6. Sudpresse (25 de setembro de 2012). «résultat: Votez Wallons ! Les sportifs du sud du pays n'ont pas attendu l'approche des élections communales pour» (em francês). Consultado em 7 de fevereiro de 2013 [ligação inativa]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]