Mensageiro instantâneo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados de Instant, veja Instant (desambiguação).
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde março de 2009). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
mensageiro instantâneo Gajim.

Um mensageiro instantâneo ou comunicador instantâneo, também conhecido por IM (do inglês Instant Messaging), é uma aplicação que permite o envio e o recebimento de mensagens de texto em tempo real.

Através destes programas o usuário é informado quando algum de seus amigos, cadastrado em sua lista de contatos, está online, isto é, conectou-se à rede. A partir daí, eles podem manter conversações através de mensagens de texto as quais são recebidas pelo destinatário instantaneamente. Normalmente estes programas incorporam diversos outros recursos, como envio de figuras ou imagens animadas, documentos diversos, conversação em áudio - utilizando as caixas de som e microfone do sistema, além de video conferência (webcam).

Um dos pioneiros neste tipo de aplicação foi o ICQ, software que rapidamente alcançou o sucesso em todo o mundo e abriu caminho para o desenvolvimento de diversos outros protocolos e aplicações por parte de outras companhias. Um mensageiro instantâneo está sempre associado a um serviço de mensagens instantâneas.

Este serviço difere do e-mail na medida em que as conversações ocorrem em tempo real. Ainda, a maioria dos serviços subentende um "estado" entre os intervenientes, como por exemplo, se um contacto está ou não a utilizar activamente o computador (on-line). Geralmente ambas partes da conversação vêem cada linha de texto imediatamente a ter sido escrita (linha-a-linha), aproximando mais este serviço do serviço telefónico, em vez do serviço postal. Estas aplicações geralmente permitem também afixar uma mensagem de ausência (away), equivalente à mensagem de um atendedor de chamadas telefónicas.

As conversas podem ter o histórico salvo para consulta futura, e ser transmitida de forma criptografada para aumentar a privacidade, mas é importante observar que os administradores do sistema podem ter acesso também a este historico, pois pode ser salvo nos servidores envolvidos. Os programas de mensagens instantâneas não devem ser considerados como imunes à monitoração por terceiros a menos que utilizem programas especiais que codifiquem (utilizando métodos de Criptografia) os dados transmitidos entre o transmissor e o receptor (e vice-versa).

O uso de comunicadores tem aumentado muito nos últimos anos, se alastrando para dentro das empresas. Isso tem gerado uma série de problemas para as empresas. Algumas empresas começaram a adotar o uso de comunicadores corporativos, também chamado de messenger corporativo. A diferença destes comunicadores para os comunicadores populares, está no controle. O usuário não possui autorização para adicionar contatos externos e toda a conversa é salva para possível análise posterior.

Mensageiros instantâneos em celulares e smartphones[editar | editar código-fonte]

Com a chegada dos aparelhos móveis (celulares e smartphones), também cresceu a adoção dos mensageiros instantâneos em formato de aplicativos. Eles são instalados nos dispositivos móveis e enviam notificações assim que uma mensagem é recebida. São exemplos de aplicativos de mensagens instantâneas o WhatsApp, Facebook Messenger, Google Allo, WeChat, entre outros. Algumas redes sociais, como o Twitter, também possuem suas próprias versões de mensagens instantâneas - é o caso das mensagens diretas, ou DMs (do inglês "direct message"), que notificam seus usuários

No Brasil, a troca de mensagens instantâneas é um dos principais usos dos aparelhos móveis, como celulares ou smartphones: 83,3% dos lares monitorados pela Kantar disseram usar aplicativos de mensagens instantâneas em 2016, aumento de 9,8 pontos percentuais em relação ao ano anterior[1]

Principais mensageiros[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Kantar - Troca de mensagens instantâneas é um dos principais usos do celular entre brasileiros». br.kantar.com (em bretão). Consultado em 22 de março de 2017 

Ver também[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre Informática é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.