Mungunzá

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Mukunza)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados de canjica, veja Canjica.
Tigela de munguzá decorado com cravos-da-índia.
Munguzá polvilhado com canela.
A iguaria servida com estilo em um restaurante típico nordestino.

Mungunzá ou munguzá[nota 1] é uma iguaria doce feita de grãos de milho-branco levemente triturados, cozidos em um caldo contendo leite de coco ou de vaca, açúcar, canela em pó ou casca e cravo-da-índia.[3][4] O prato faz parte da culinária nordestina, onde é apreciado durante todo o ano, diferentemente de outras iguarias de milho, que são geralmente feitas no período junino.[3]

O mungunzá é comum em várias partes do país, tendo denominações e preparos diferentes. Há inclusive duas versões salgadas: uma com milho e outra com milho e feijão encontradas no sul do Ceará e oeste dos estados da Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte, o qual leva ingredientes semelhantes aos da feijoada. Assemelha-se ao prato tradicional cabo-verdiano Cachupa.[5]

No Sul e Sudeste do Brasil o mesmo prato é denominado canjica.[nota 2] Nos estados da sub-região do Meio-Norte (Maranhão e Piauí), o prato é conhecido como "chá de burro". No estado do Pará é conhecido por "mingau de milho branco".[2] Já nas religiões afro-brasileiras, um prato semelhante, mas sem tempero nem sal, recebe a denominação de mukunza ou, mais comumente, ebô, uma comida ritual na cultura Jeje-Nagô.

Etimologicamente, a palavra é de origem africana e provém do kimbundo mu’kunza, que em português se traduz por «milho cozido».[2][1]

Notas e referências

Notas

  1. Dependendo da região do Brasil em que é produzida, a iguaria pode também ser denominada mugunzá, manguzá, mukunza, mucunzá, canjica ou ainda chá de burro.[1][2]
  2. O que se chama de canjica no Nordeste do Brasil se denomina curau no Sudeste do país.

Referências

  1. a b Editores do Michaelis (2009). «Verbete mungunzá». Dicionário Michaelis da Língua Portuguesa. Consultado em 29 de novembro de 2015. 
  2. a b c FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda (1986). Novo dicionário da língua portuguesa — 2ª edição. [S.l.]: Nova Fronteira. 1.171 páginas 
  3. a b Editores do Aulete (2007). «Verbete «mungunzá»». Dicionário Caldas Aulete. Consultado em 19 de fevereiro de 2014. 
  4. Ana Kaddja (fevereiro de 2011). «Herança africana: como fazer um delicioso Munguzá». Portal Viva Viver (Unimed Natal). Consultado em 3 de julho de 2012. 
  5. Adm. do portal (2009). «Mungunzá salgado». Nestlé Faz Bem. Consultado em 21 de fevereiro de 2014. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre culinária é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.