Nabucodonosor III

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Para outros personagens históricos de nome Nabucodonosor, veja-se Nabucodonosor (desambiguação)
Nabucodonosor III
Rei da Babilônia
522 a. C.
Consorte não
Nabucodonosor III
Bel-shimani
Morte 522 a. C.
Pai Kîn
Mãe Zêr

Nabucodonosor (Nebuchadrezzar) foi o título assumido pelo rebelde babilônio Nidintu-Bel, que se revotou contra Dario I declarando-se rei da Babilônia.[1]

Resumo histórico[editar | editar código-fonte]

Dario I havia deposto o usurpador Esmérdis,[2] e teve que lidar com várias revoltas nas províncias do império Persa. A primeira revolta foi de Asina, filho de Upadarma, em Elam; seguida de Nidintu-Bel, filho de Ainaira, que declarou ser Nabucodonosor,[Nota 1] filho de Nabonido.[2]

Após esmagar a revolta de Asina,[3] Dario I se dirigiu à Babilônia.[1]

As forças de Nabucodonosor III estavam atrás do Rio Tigre, em um lugar onde não havia vaus; com a ajuda do deus Ahura Mazda, as forças de Dario atravessaram o rio, parte em botes feitos de pele inflada, parte em camelos, e parte a cavalo.[1] A batalha, ocorrida no dia 26 do mês Asiyadiya, foi uma vitória persa.[1]

Uma segunda batalha, no dia 2 do mês Anamaka, foi travada perto da cidade babilônica de Zazana, perto do Eufrates; foi outra vitória persa, e os babilônios que não foram mortos, foram levados pelo rio.[4]

Nidintu-Bel se refugiou na Babilônia, mas Dario I tomou a cidade e executou o rebelde lá mesmo.[5]

Enquanto Dario estava na Babilônia, várias províncias se rebelaram: Pérsia, Elam, Média, Assíria, Egito, Pártia, Margiana, Sattagydia e Cítia.[6]

O próximo rebelde esmagado por Dario foi Martyia, filho de Cincikhri, da cidade Kuganaka, na Pérsia, que se declarou como Imanish, rei de Elam.[7]


Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Nabucodonosor II
Rei da Babilónia
522 a. C.[8]
Sucedido por
Nabucodonosor IV


Notas e referências

Notas

  1. Nabucodonosor é a forma aportuguesada tradicional de Nebuchadrezzar

Referências

  1. a b c d Inscrição de Behistun, Coluna 1, 18.(1.83-90), [ler on-line]
  2. a b Inscrição de Behistun, Coluna 1, 13.(1.48-61), [ler on-line] Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "behistun.1.13" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes
  3. Inscrição de Behistun, Coluna 1, 17.(1.81-83), [ler on-line]
  4. Inscrição de Behistun, Coluna 1, 19.(1.90-96), [ler on-line]
  5. Inscrição de Behistun, Coluna 2, 20.(2.1-5), [ler on-line]
  6. Inscrição de Behistun, Coluna 2, 21.(2.5-8), [ler on-line]
  7. Inscrição de Behistun, Coluna 2, 22.(2.8-11), [ler on-line]
  8. Federico A. Arborio Mella (19??). DOS SUMERIOS A BABEL. A MESOPOTAMIA: HISTORIA, CIVILIZAÇAO, CULTURA. [S.l.]: Hemus. 9788528902273  Verifique data em: |ano= (ajuda)