Naypyidaw

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Naypyidaw

နေပြည်တော်
nê-pií-dó

Nay Pyi Taw
Nepiedó

  Cidade  
Pagode Uppatasanti.
Pagode Uppatasanti.
Naypyidaw está localizado em: Myanmar
Naypyidaw
Localização de Naypyidaw em Myanmar
Coordenadas 19° 45' N 96° 06' E
País Mianmar
Região Território da União de Naypyidaw
Divisão 8 distritos
Construção 2002
Administração
 - Prefeito Myo Aung
Área
 - Total 7 054,37 km²
População (2013)
 - Total 924 608
Fuso horário MST (UTC+6:30)
Código de área 067

Naypyidaw ou Nay Pyi Taw - ou ainda, em português, Nepiedó[1][2] (birmanês: နေပြည်တော်, pronunciado AFInèpjìdɔ̀, "nê-pií-dó") é, desde 2005, a capital do Myanmar (ou Mianmá). Razões estratégicas da junta militar que governava o Mianmá à época motivaram a escolha de uma nova capital que substituísse a antiga capital, Yangon (em português, Rangum).

O seu nome significa "Cidade real" ou "Sede de reis" e o seu nome foi anunciado durante o decorrer do Dia das Forças Armadas celebrado em março de 2006, data considerada como a inaugural da cidade. A capital administrativa do Mianmá (a antiga Birmânia) foi oficialmente trasladada de Rangum para Nepiedó em 6 de novembro de 2005, por decisão da junta militar que governava o país. A população da cidade é incerta, mas julga-se que rondará os 100 000 habitantes, com maioria de birmaneses, e com minorias de chineses e indianos. A religião da maioria dos habitantes é o budismo, e há uma minoria de cristãos.

Embora seja oficialmente a capital do país, muitos países ainda mantém suas embaixadas na antiga capital, Rangum (em birmanês, Yangon).[3]

A sua localização, num campo a uns 10 km a oeste da cidade de Pyinmana e a uns 320 km a norte da antiga capital, Rangum, foi devido a ali se situar um importante campo de treino para os soldados e oficiais do Exército Independente Birmanês que enfrentou primeiro os britânicos, e onde logo se instalou o general Aung San o seu quartel-geral, que logrou a vitória frente às tropas japonesas durante a sua ocupação do país na Segunda Guerra Mundial. Pyinmana converteu-se num símbolo para o exército birmanês, já que foi o lugar onde os birmaneses conseguiram derrotar exércitos invasores superiores.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

Naypyidaw é a palavra birmanesa para "morada do rei" e é geralmente traduzido como "capital real",[4] "sede do rei" ou "morada dos reis".[5] Tradicionalmente, era usado como um sufixo para os nomes das capitais reais, como Mandalay, que se chamava Yadanabon Naypyidaw (ရတနာပုံနေပြည်တော်).

História[editar | editar código-fonte]

Naypyidaw tem uma história curta. Foi fundada em uma área verde perto de Pyinmana, cerca de 320 quilómetros ao norte da antiga capital, Yangon. A construção começou em 2002.[5] Pelo menos 25 empresas de construção foram contratadas pelo governo militar para construir a cidade, incluindo a Asia World e a Htoo Ltd.[6]

Edifício de apartamentos em Naypyidaw.

Em 6 de novembro de 2005, a capital administrativa do país foi silenciosamente transferida de Yangon para um local inexplorado a cerca de 320 km ao norte de onde estivera, com uma explicação mínima do governo.[7] O nome oficial da nova capital foi divulgado em 27 de março de 2006, no Dia das Forças Armadas de Mianmar. A construção dessa cidade planejada começou em 2002 e foi concluída em 2012.[8]

O Water Fountain Garden na capital birmanesa.

Em 27 de março de 2006, mais de 12.000 tropas marcharam na capital novo em seu primeiro evento público: um desfile militar maciço para marcar o Dia das Forças Armadas - que é o aniversário do então levante da Birmânia de 1945 contra a ocupação japonesa da Birmânia. As filmagens foram restritas ao campo de parada de concreto que contém três enormes esculturas - representações dos reis Anawrahta, Bayinnaung e Alaungpaya, que são consideradas os três maiores monarcas da história de Mianmar. A cidade foi nomeada oficialmente Naypyidaw durante estas cerimónias.[9]

Motivo para a mudança[editar | editar código-fonte]

Não se sabe por que a capital foi transferida, mas de acordo com The Guardian, Than Shwe fez isso como um "projeto de vaidade".[10] Naypyidaw é mais centralmente localizado do que a antiga capital, Yangon. É também um centro de transporte localizado ao lado dos estados Shan, Kayah e Kayin. Os líderes governamentais e militares sentiram que uma presença militar e governamental mais forte nas proximidades poderia proporcionar estabilidade a essas regiões cronicamente turbulentas.[11] A explicação oficial para a mudança da capital foi que Yangon ficara congestionada demais e cheia de pouco espaço para futura expansão dos escritórios do governo.[5]

Geografia e clima[editar | editar código-fonte]

Naypyidaw está localizada entre as cadeias montanhosas de Bago Yoma e Shan Yoma. A cidade ocupa uma área de 7.054,37 km² e tem uma população de 924.608 habitantes, segundo dados oficiais.[12]

A Represa Chaungmagyi fica localizada a poucos quilómetros ao norte de Naypyidaw, enquanto que a Represa Ngalaik está a poucos quilómetros ao sul. A Represa Yezin fica mais distante, no nordeste.

Dados climatológicos para Naypyidaw
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima média (°C) 30 34 36 38 35 32 31 30 32 32 31 29 32,5
Temperatura mínima média (°C) 14 16 20 24 25 24 24 24 24 23 20 16 21,2
Precipitação (mm) 5 2 9 33 154 160 198 229 186 131 37 7 1 151
Fonte: Weather2Travel.com. Recuperado em 26 de Março de 2013

Referências

  1. Serviço das Publicações da União Europeia. «Anexo A5: Lista dos Estados, territórios e moedas». Código de Redação Interinstitucional. Consultado em 22 de fevereiro de 2012. 
  2. Instituto Internacional da Língua Portuguesa. «Nepiedó». Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa. Consultado em 28 de maio de 2017. 
  3. «Embaixada do Brasil no Myanmar» 
  4. "An Introduction to the Toponymy of Burma (October 2007) – Annex A" Arquivado em 2008-10-31 no Wayback Machine. p. 8, The Permanent Committee on Geographic Names (PCGN), United Kingdom
  5. a b c Pedrosa, Veronica (20 de novembro de 2006). «Burma's 'seat of the kings'». Al Jazeera. Consultado em 21 de novembro de 2006.. Arquivado do original em 23 de novembro de 2006 
  6. «Buki Yuushuu». YouTube. Consultado em 28 de junho de 2017. 
  7. «Naypyidaw: Burma». Geographical Names. Consultado em 6 de dezembro de 2011. 
  8. Marshall Cavendish Corporation (2007). World and Its Peoples: Eastern and Southern Asia. Marshall Cavendish. p. 650.
  9. «Burma's new capital stages parade». BBC News. 27 de março de 2006. Consultado em 6 de abril de 2006. 
  10. Kennard, Matt; Provost, Claire (19 de março de 2015). «Burma's bizarre capital: a super-sized slice of post-apocalypse suburbia». The Guardian. Consultado em 20 de março de 2015. 
  11. McGeown, Kate (8 de Novembro de 2005). Burma's confusing capital move. BBC News.
  12. Xinhua News (24 de dezembro de 2009). «Construction of Myanmar new capital continues». People's Daily 
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia de Mianmar é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.