Organização intergovernamental

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde março de 2016). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Organização intergovernamental (OI), também conhecida como organização governamental internacional (OGI), é uma organização composta principalmente de estados soberanos (referido como Estados-Membros ), ou de outras organizações intergovernamentais. As organizações intergovernamentais são frequentemente chamadas de organizações internacionais, embora esse termo possa também incluir organização não-governamental internacional, como internacional sem fins lucrativos (ONGs) ou empresas multinacionais.

As organizações intergovernamentais globais geralmente são abertas à participação de nações do mundo inteiro, desde que sejam cumpridos certos critérios. Esta categoria inclui as Nações Unidas (ONU) e suas agências especializadas, a União Postal Universal, a Interpol, a Organização Mundial do Comércio (OMC), a Organização Mundial das Alfândegas (OMA), e o Fundo Monetário Internacional (FMI).

Já as organizações intergovernamentais regionais são abertas a membros de uma determinada região ou continente do mundo. Esta categoria inclui o Conselho da Europa (CoE), da União Europeia (UE), da NATO, a OSCE, a União Africana (UA), a Organização dos Estados Americanos (OEA), Associação das Nações do Sudeste Asiático (ASEAN), a Liga Árabe e a União das nações sul-americanas (UNASUL).

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre política ou um cientista político é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.