Otávio Júnior

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Otávio Júnior
Nascimento 1983
Rio de Janeiro
Nacionalidade brasileira
Ocupação escritor, ator, contador de histórias e produtor teatral

Otávio Júnior (Rio de Janeiro, 1983) é um escritor, ator, contador de histórias e produtor teatral brasileiro que ficou conhecido por abrir a primeira biblioteca nas favelas do Complexo do Alemão e no Complexo da Penha, no estado do Rio de Janeiro.[1][2]

Nasceu e mora no Complexo do Alemão, onde faz muitos projetos com leitura, e no Complexo da Penha também.

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Mirella D'Elia (18 de abril de 2011). «A biblioteca do 'Livreiro do Alemão'». Revista Veja. Consultado em 17 de setembro de 2014 
  2. «Otávio Junior» (em inglês). Bokmässan. Consultado em 17 de setembro de 2014. Arquivado do original em 22 de setembro de 2014 
  3. Paula Chouza (5 de dezembro de 2013). «Um Dom Quixote no Complexo do Alemão». El País. Consultado em 17 de setembro de 2014 
  4. Beatriz Rey (agosto de 2011). «Aposta nas letras». Revista Educação. Consultado em 17 de setembro de 2014. Arquivado do original em 15 de julho de 2014 
  5. «O olhar da janela que rendeu um Jabuti a Otávio Júnior, o Livreiro do Alemão». Época. 11 de dezembro de 2020. Consultado em 25 de fevereiro de 2021 
  6. «Premiados do Ano | 62º Prêmio Jabuti». www.premiojabuti.com.br. Consultado em 25 de fevereiro de 2021 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Obras publicadas no exterior[editar | editar código-fonte]

  • Le libraire de la favela, traduzido por Paula Anacaona, Editions Anacaona, collection Junior, 2017.
  • Biblioteca Favela, traduzido por Víctor David López e Aline Pereira da Encarnação. Ediciones Ambulantes Coleção Cuatro Mil Millas, 2012. Espanha.

Livros[editar | editar código-fonte]

  • O garoto da camisa vermelha
  • O livreiro do Alemão
  • O chefão lá do morro
  • Da minha janela