Pandemia de COVID-19 em Anguilla

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ver artigo principal: Pandemia de COVID-19 na América
Pandemia de COVID-19 em 2020 em Anguilla
Doença COVID-19
Vírus SARS-CoV-2
Local Anguilla
Período 26 de março de 2020
(4 meses e 15 dias)
Estatísticas globais
Casos confirmados 3
Mortes 0
Casos que recuperaram 3

Este artigo documenta os impactos da pandemia de coronavírus 2019-2020 em Anguilla e pode não incluir todas as principais respostas e medidas contemporâneas.

Cronologia[editar | editar código-fonte]

Em 26 de março os dois primeiros casos foram confirmados em Anguilla, sendo de uma americana, e de uma moradora local, que havia entrado em contato com a primeira.[1] Em 2 de abril, um novo caso é confirmado elevando o número total para 3.[2] Até 26 de abril os três haviam se recuperado.[3][4]

Reações governamentais[editar | editar código-fonte]

Em 18 de março, o aeroporto e o porto foram fechados por duas semanas. As escolas foram fechadas.[5] Reuniões públicas para mais de 12 pessoas foram proibidas.[6] A partir de 29 de abril, igrejas, todas as lojas de varejo, salões de beleza, fornecedores, instalações recreativas, loterias, restaurantes e bares poderão reabrir, desde que seja respeitado um distanciamento social.[7]

Referências