Pandemia de COVID-19 na Namíbia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ver artigo principal: Pandemia de COVID-19 na África
Pandemia de COVID-19 em 2020 na Namíbia
Doença COVID-19
Vírus SARS-CoV-2
Local Namíbia
Período 14 de março de 2020
(6 meses e 11 dias)
Estatísticas globais
Casos confirmados 3

A pandemia de coronavírus 2019-2020 se espalhou para a Namíbia, com os primeiros casos confirmados anunciados em 14 de março de 2020 pelo ministro namibiano da Saúde e Serviços Sociais Kalumbi Shangula.[1]

Linha do tempo[editar | editar código-fonte]

Em 14 de março, a Namíbia relatou seus primeiros casos de COVID-19, causados por SARS-CoV-2 . Foi confirmada a doença em um casal romeno que chegou a Windhoek da Espanha via Doha, Qatar, em 11 de março. Eles haviam sido testados na chegada ao Aeroporto Internacional Hosea Kutako, mas não apresentavam sintomas naquele momento.[1]

Em uma primeira reação do governo no mesmo dia, as viagens aéreas de e para Catar, Etiópia e Alemanha foram suspensas por 30 dias. Todas as escolas públicas e privadas foram fechadas por um mês e grandes reuniões foram proibidas. Isso incluiu celebrações pelo 30º aniversário da independência da Namíbia, que acontece em 21 de março.[2] Bibliotecas, museus e galerias de arte também foram fechadas.[1]

Em 17 de março, o presidente Hage Geingob declarou estado de emergência . A proibição de grandes reuniões foi especificada para se aplicar a 50 ou mais pessoas.[3]

O Ministério da Saúde e Serviços Sociais (MoHSS) confirmou um terceiro caso de COVID-19 em 19 de março de 2020. Um cidadão alemão de 61 anos de idade, que chegou à Namíbia em 13 de março, permanece isolado e está em condições estáveis. O MoHSS disse que está acompanhando ativamente todos os contatos dessa pessoa para garantir a quarentena e o monitoramento adequados dos sintomas.[3]

Impacto[editar | editar código-fonte]

Foi noticiado que o avanço da pandemia na Namíbia, além dos impactos sanitários, afetou negativamente a economia.[4] A expectativa de que a doença vai se alastrar no país, como tem ocorrido no continente africano como um todo, levou comércios a fecharem.[5] Medidas foram tomadas por empresas para prevenir a aceleração do contágio; essas medidas incluem o banimento de viagens e políticas organizacionais de cuidado e higiene.[6]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c «Corona mayhem». New Era 
  2. «Namibia battles coronavirus». The Namibian 
  3. a b «Govt raises Covid-19 surveillance». The Namibian 
  4. AfricaNews (2020-03-17CET21:46:05+01:00). «Business dips as Namibia battles COVID-19» (em inglês)  Verifique data em: |data= (ajuda)
  5. Namibian, The. «Covid-19 bites business earnings hard» (em inglês) 
  6. Ngatjiheue, Charmaine (20 de março de 2020). «Namibia: Business Sector Intensifies Coronavirus Fight» (em inglês)