Queda do avião EMB-810C prefixo PT-EUJ

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Cleiton Táxi Aéreo 2010
Acidente aéreo
Sumário
Data 13 de maio de 2010 (9 anos)
Causa Erro humano, Excesso de peso durante decolagem, Violação de normas operacionais, Manutenção desatualizada, falha no planejamento [1]
Local Brasil Próximo a Manaus
Origem Aeroclube de Manaus, Manaus, Brasil
Destino Aeroporto de Maués, Maués, Brasil
Passageiros 4
Tripulantes 2
Mortos 6
Feridos 0
Sobreviventes 0
Aeronave
Modelo Embraer EMB-810C Seneca II
Operador Brasil CTA - Cleiton Táxi Aéreo
Prefixo PT-EUJ

A queda do avião da Cleiton Táxi Aéreo foi um acidente aéreo ocorrido em 13 de maio de 2010, em Manaus, Amazonas, Brasil, no qual seis pessoas morreram. O avião, Embraer EMB-810C Seneca II prefixo PT-EUJ, saiu do Aeroclube de Manaus em direção ao Aeroporto de Maués em Maués, também no Amazonas, a cerca de 365 km de Manaus.[2]

Aeronave envolvida[editar | editar código-fonte]

A aeronave acidentada era um Embraer EMB-810C Seneca II, prefixo PT-EUJ e estava sob responsabilidade da empresa Cleiton Táxi Aéreo (CTA). Porém, o proprietário da CTA, Cleiton Sérgio de Souza, negou que o avião pertencesse à empresa e sim a JVC Transportes Aéreos. Por outro lado, o dono da JVC Transportes Aéreos, Jorge Luiz Viana, garantiu que a empresa vendeu o avião em dezembro de 2009 para a CTA.[3]

O voo[editar | editar código-fonte]

O voo partiu do Aeroclube de Manaus, em Manaus, com destino ao Aeroporto de Maués pouco antes das 15 horas. Minutos depois, o piloto, Miguel Vaspeano Lepeco, teria feito contato com a torre e informado que estaria voltando para o aeroclube, sem explicar os motivos. Depois disso, o sinal foi perdido. Segundo informações, a aeronave tentou realizar um pouso forçado no campo do Colégio Pró-Menor Dom Bosco Leste no bairro do Zumbi, mas bateu de bico e com o impacto explodiu.[3]

Passageiros e tripulantes[editar | editar código-fonte]

O voo foi fretado pela Secretaria de Educação do Governo do Amazonas (Seduc). Estavam nele:[3]

  • Karla Patricia Barros de Azevedo – Assessora do Gabinete da Seduc, 38 anos, solteira, sem filhos e amazonense de Manaus. Formada em Pedagogia pela UFAM, com pós-graduação em Psicopedagogia pela mesma instituição. Concursada da Seduc desde 1993
  • Eliana Socorro Pacheco Braga – Gerente de Monitoramento da Seduc, 43 anos, casada e amazonense de Novo Airão. Formada em Pedagogia pela UFAM, com pós-graduação em Supervisão Educacional pela mesma instituição. Concursada da Semed há 20 anos estava à disposição da Seduc desde 2004
  • Maria Suely Costa Silva – Técnica da Gerência de Atendimento Educacional Específico, do Departamento de Políticas e Programas Educacionais (Deppe), 49 anos, mãe de duas filhas e amazonense de Coari. Formada em Teologia pela UFAM, com pós-graduação em Educação Especial. Professora integrada e efetiva da Seduc desde 1993

Referências

  1. Relatório Final A-044/CENIPA/2011
  2. Elida de Oliveira; Kátia Brasil (13 de maio de 2010). «Queda de avião deixa seis mortos em Manaus». Folha Online. Consultado em 17 de maio de 2010 
  3. a b c Isabella Siqueira; Thiago Freire (14 de maio de 2010). «Queda de avião provoca a morte de seis pessoas». Amazonas Em Tempo. Consultado em 17 de maio de 2010  [ligação inativa]
  4. Kátia Brasil; Elida de Oliveira (15 de maio de 2010). «Piloto morto em queda de bimotor em Manaus nasceu e viveu no ar». Folha Online. Consultado em 17 de maio de 2010 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]