Soy loco por ti, América

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Soy Loco Por Ti America)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
"Soy loco por ti, América"
Canção de Caetano Veloso
do álbum Caetano Veloso
Gravação 1968
Gênero(s) Tropicália
Duração 3:44
Gravadora(s) Philips
Composição

"Soy loco por ti, América" (Sou louco por ti América em português) é uma canção composta por Gilberto Gil e José Carlos Capinan e gravada originalmente por Caetano Veloso em seu segundo álbum, o homônimo Caetano Veloso. Foi regravada por Gilberto em 1987, para seu disco com mesmo título, e também por Ivete Sangalo em 2005 para o álbum As Super Novas

Composição e temática[editar | editar código-fonte]

A letra resulta de um pedido de Caetano aos companheiros Gil e Capinam para que realizassem a composição contendo uma homenagem a Che Guevara que, como o país ainda vivia sob a ditadura, teve o nome substituído também por sugestão de Caetano, pela frase "el nombre del hombre muerto"; Caetano ressalta ainda que, mesmo sem ter consciência disto, fizeram a letra em portuñol, consagrando já no título um erro que ficou patenteado quando a cantora Celia Cruz (que inicialmente havia se recusado gravar a canção ao saber que homenageava o ex-guerrilheiro argentino) ao vir ao Brasil trocou a expressão pela forma correta: "Estoy loco por ti America".[1] O artista declarou: "Capinam fez uma coisa maravilhosa a partir de um desejo meu".[1]

É uma das músicas mais representativas do Tropicalismo.[2]

Outras versões[editar | editar código-fonte]

Em 1987 Gilberto Gil, o compositor original[carece de fontes?], gravou a canção para seu disco com mesmo título, que reúne outras composições do período em que o cantor esteve no exílio. A canção ainda aparece no álbum Rhythms of Bahia, também de Gilberto Gil, editado em 2006. A versão fez parte da trilha sonora do filme Viagem ao Fim do Mundo (1968), realizado por Fernando Campos.

Versão de Ivete Sangalo[editar | editar código-fonte]

"Soy loco por ti América"
Single promocional de Ivete Sangalo
do álbum As Super Novas
Lançamento Maio de 2005
Gravação 2005
Gênero(s) Salsa
Duração 3:42
Idioma(s)
  • português
  • espanhol
Gravadora(s) Universal Music
Composição
  • Gilberto Gil
  • Capinan
Produção Alexandre Lins
Faixas de As Super Novas
"Mega Beijo"
(10)
"Chorando Se Foi"
(12)

Em 2005, "Soy loco por ti América" ganhou uma versão da cantora brasileira Ivete Sangalo, que integrou o disco As Super Novas (2005). Foi lançada em junho de 2005 como single promocional e foi incluída na trilha sonora da telenovela da Rede Globo, América, da qual foi tema de abertura — tornando-se o segundo tema usado na vinheta da trama.[3][4][5]

Por conta desta regravação e subsequente uso na televisão José Carlos Capinam, um dos compositores, entrou em 2005 na justiça reivindicando o pagamento dos direitos autorais cujos valores, segundo ele, não haviam sido informados nem pela "editora Arlequim" (que realizou as negociações com a emissora) nem pela própria rede Globo.[6]

Desempenho nas tabelas musicais[editar | editar código-fonte]

Tabelas semanais
País — Tabela musical (2005) Posição
de pico
Brasil (Crowley Broadcast Analysis) 29

Referências

  1. a b Antônio Carlos Miguel (14 de novembro de 2012). «Caetano fala». G1. Consultado em 30 de janeiro de 2020. Cópia arquivada em 30 de janeiro de 2020 
  2. Tropicalismo Arquivado em 27 de outubro de 2007, no Wayback Machine. - Dicionário Cravo Albin da Música Popular Brasileira
  3. Fabíola Reipert (21 de abril de 2005). «Zapping: Mudanças em "América" começam a aparecer no ar». Folha de S.Paulo. Consultado em 9 de março de 2019. Entre um intervalo e outro, começou a tocar "Soy Loco Por Ti América". A música, na voz de Ivete Sangalo, encerrou a novela anteontem. 
  4. «"América" bate recorde e veta beijo gay». Folha Online. 4 de novembro de 2005. Consultado em 9 de março de 2019. Com a mudança, a abertura da trama ganhou versão de Ivete Sangalo e a mocinha da trama Sol (Deborah Secco) tornou-se mais humana e perdeu o bronzeado artificial. Sob a batuta de Marcos Schechtman, a trama ficou mais dinâmica. As beldades passaram a usar menos roupa e a ninfeta Lurdinha (Cléo Pires) ganhou mais espaço. 
  5. Laura Mattos (25 de março de 2007). «Em meio a crise, "Paraíso Tropical" vive seu "dia D"». Folha de S.Paulo. Consultado em 9 de março de 2019. Além de ajustar personagens e a própria história, é possível que haja até mudanças na abertura da novela, como aconteceu em "América" (2005). Glória Perez trocou uma música composta por Marcus Vianna por "Soy Loco por Ti, América", na voz de Ivete Sangalo. 
  6. Agência Nordeste (25 de julho de 2005). «Autor de "Soy Loco por Ti, América" cobra direitos». Música Terra. Consultado em 30 de janeiro de 2020. Cópia arquivada em 30 de janeiro de 2020