Universidade Católica de Santos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Universidade Católica de Santos
UNISANTOS
Lema Dilatentur Spatia Veritatis (Ampliando o espaço da verdade)
Fundação 1952
Tipo de instituição Privada, filantrópica, confessional e comunitária
Localização Santos, SP - Campi: Dom Idílio José Soares e Boqueirão
Chanceler Dom Tarcisio Scaramussa
Reitor(a) Prof. Me. Marcos Medina Leite
Total de estudantes 41.692 (2011)
Afiliações Igreja Católica, CRUB
Página oficial www.unisantos.br

A Universidade Católica de Santos (UNISANTOS) é uma Instituição Comunitária de Ensino Superior (ICES) localizada na cidade de Santos na região da Baixada Santista, litoral do estado de São Paulo. Tornou-se uma universidade em 1986. Seus cursos são reconhecidos pelo Ministério da Educação (MEC) e sua sede está localizada no Campus Dom Idílio José Soares.

História[editar | editar código-fonte]

A história da Universidade Católica de Santos tem início em 1951 quando foi fundada a Sociedade Visconde de São Leopoldo. Na época, o objetivo foi a instalação do primeiro curso jurídico na região. O crescimento da universidade se deu com a implantação das seguintes faculdades: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras; Faculdade de Comunicação; Faculdade de Ciências Econômicas e Comerciais; Faculdade de Arquitetura e Urbanismo; Faculdade de Serviço Social; Faculdade de Enfermagem; Faculdade de Farmácia e Bioquímica; e Faculdade de Engenharia. [1] Em 6 de fevereiro de 1986, a Universidade Católica de Santos foi reconhecida, tornando-se a primeira universidade da região, com a homologação do parecer de aprovação do processo 3924/76, pelo então ministro Marco Maciel.[2]

A Universidade é formada por seis Centros de Ensino e Pesquisa:

  • Centro de Ciências da Educação e Comunicação (CCEC)
  • Centro de Ciências Exatas, Arquitetura e Engenharia (CCEAE)
  • Centro de Ciências Sociais Aplicadas e da Saúde (CCSAS)
  • Faculdade de Direito (Fadir)
  • Instituto de Pesquisas Científicas e Tecnológicas (Ipeci)
  • Instituto de Teologia São José de Anchieta (ITSJA)

Ao todo, a UNISANTOS mantém 29 cursos de Graduação, 4 cursos de Pós-Graduação stricto sensu Mestrado em Educação, Direito, Psicologia e Políticas públicas e Saúde Coletiva. Os programas de Doutorado são em Educação, Direito e Saúde Pública. A Universidade tem diversos cursos de Especialização, Aperfeiçoamento e Extensão. O ensino, dentro da sua vocação comunitária, é ligado a uma tradição de formação humanística com valorização aos setores voltados para as Ciência Sociais Aplicadas, Ciências Humanas e as Artes.

Parcerias[editar | editar código-fonte]

A UNISANTOS faz parte da ABRUC (Associação Brasileira das Universidades Comunitárias). Sua participação nesse associação implica o reconhecimento de que as atividades sociais não devem estar restritas apenas à atuação do Estado. Por isso, a Universidade dedica parte de sua receita para investir em atividades de educação e assistência social. Dentre essas ações, destacam-se os programas de bolsas de estudo, em especial as bolsas de estudos com base em perfis socioeconômicos[3] e as bolsas para refugiados[4][5], atendimento gratuito em hospitais, clínicas psicológicas, assistência jurídica, entre outras. Essas ações, ligadas aos projetos comunitários, colaboram para o estabelecimento de um compromisso social entre alunos, professores e comunidade. A Universidade mantém um Curso de Extensão Aberto Para a Terceira Idade.[6]

Além da estrutura acadêmica e o apoio ao ensino e pesquisa, o Projeto Cultural da Universidade busca ampla atuação junto ao público da Baixada Santista, englobando uma Orquestra de Câmara, um grupo teatral, quatro corais e um Quarteto de Cordas.[7]

Catolicismo[editar | editar código-fonte]

Estatutariamente, tem como chanceler o bispo diocesano emérito Dom Jacyr Francisco Braido. A reitoria é formada pelo reitor e quatro pró-reitores. Atualmente, é composta pelo professor Marcos Medina Leite (reitor); professora Roseane Marques da Graça Lopes (pró-reitora acadêmica); professora Mariângela Mendes Lomba Pinho (pró-reitora administrativa); professor Cláudio José dos Santos (pró-reitor comunitário); e professor Padre Cláudio Scherer da Silva (pró-reitor de Pastoral).

Ex-alunos ilustres[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Linha do Tempo | Católica de Santos». portal.unisantos.br. Consultado em 29 de novembro de 2018 
  2. Santos, Universidade Católica de. «UNISANTOS - Institucional». UNISANTOS 
  3. Santos, Universidade Católica de. «Universidade Católica de Santos - O maior programa de bolsas da região». portal.unisantos.br. Consultado em 1 de dezembro de 2018 
  4. «UniSantos abre processo seletivo para Bolsa Refugiado». UNHCR (em inglês) 
  5. «Edital Bolsas para Refugiados 2018» (PDF). Universidade Católica de Santos 
  6. Santos, Universidade Católica de. «UNISANTOS - Cursos para a Terceira Idade». UNISANTOS 
  7. «Projeto Cultural | Universidade Católica de Santos». portal.unisantos.br. Consultado em 1 de dezembro de 2018 
  8. Mendes, Carlos Pimentel. «Novo Milênio: Os Dirigentes de Praia Grande: Alberto Pereira Mourão». www.novomilenio.inf.br. Consultado em 29 de novembro de 2018 
  9. «Ministro do STF Cezar Peluso é cidadão santista». Câmara Municipal de Santos. 29 de agosto de 2008. Consultado em 29 de novembro de 2018 
  10. «Ministros :: STF - Supremo Tribunal Federal». www.stf.jus.br. Consultado em 29 de novembro de 2018 
  11. Brasil, CPDOC - Centro de Pesquisa e Documentação História Contemporânea do. «GASTONE RIGHI CUOGHI | CPDOC - Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil». CPDOC - Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil. Consultado em 1 de dezembro de 2018 
  12. «Ficha do candidato a governador Marcio França - PSB | Eleições 2018 | Folha». Folha de S.Paulo. Consultado em 1 de dezembro de 2018 
  13. Mendes, Carlos Pimentel. «Novo Milênio: Histórias e Lendas de Santos: OS DIRIGENTES - Telma de Souza». www.novomilenio.inf.br. Consultado em 1 de dezembro de 2018 
  14. «Vicente Fernandes Cascione - Que fim levou? - Terceiro Tempo». Terceiro Tempo. Consultado em 1 de dezembro de 2018 
  15. «Carlos Monforte - Portal dos Jornalistas». www.portaldosjornalistas.com.br. Consultado em 1 de dezembro de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]