Vicente López y Planes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Vicente López y Planes
Vicente López y Planes
Presidente das Províncias Unidas do Rio da Prata
(Interino)
Período 7 de julho
a 18 de agosto de 1827
Antecessor(a) Bernardino Rivadavia
Sucessor(a) Manuel Dorrego (Governador de Buenos Aires)
18.º Goverandor de Buenos Aires
Período 3 de fevereiro
a 26 de julho de 1852
Antecessor(a) Juan Manuel de Rosas
Sucessor(a) Justo José de Urquiza
Deputado do Congresso Geral
Período 1825 - 1827
Deputado do Congresso de Tucumã
Período 1817 - 1817
Ministro do Governo do Diretório Supremo das Províncias Unidas do Rio da Prata
Período 9 de julho de 1816
a 9 de junho de 1819
Deputado por Buenos Aires na Assembleia do ano XIII
Período 31 de janeiro de 1813
a 26 de janeiro de 1815
Secretario do Primeiro Triunvirato das Províncias Unidas do Rio da Prata
Período 23 de setembro de 1811
a 8 de setembro de 1813
Dados pessoais
Nascimento 3 de maio de 1785
Buenos Aires, Argentina
Morte 10 de outubro de 1856 (71 anos)
Buenos Aires, Argentina
Nacionalidade Argentino
Profissão advogado e político

Alejandro Vicente López y Planes (Buenos Aires, 3 de maio de 1785 — Buenos Aires, 10 de outubro de 1856) foi um escritor, advogado e político, presidente interino da Argentina de 1827 a 1828.[1][nota 1]

É o autor da letra do Hino Nacional Argentino, adotado em 11 de maio de 1813.

Referências

  1. Vicente López y Planes (em castelhano)

Notas

  1. López y Planes, que assumiu o governo interinamente, não é contado na lista oficial de presidentes.Galeria de presidentes Governo da Argentina (em castelhano)

Precedido por
Bernardino Rivadavia
Argentina
Presidente da Argentina

1827
Sucedido por
Governadores da Província de Buenos Aires