Adolfo Rodríguez Saá

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde dezembro de 2011). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Adolfo Rodríguez Saá Páez Montero
Adolfo Rodríguez Saá Páez Montero
46° Presidente da Argentina Argentina
Período 23 de dezembro de 2001
até 30 de dezembro de 2001
Antecessor(a) Ramón Puerta
Sucessor(a) Eduardo Camaño
Senador por San Luis San Luis (província)
Período 10 de dezembro de 2005
até atualidade
Deputado Federal por San Luis San Luis (província)
Período 10 de dezembro de 2003
até 10 de dezembro de 2005
Governador de San Luis San Luis (província)
Período 10 de dezembro de 1983
até 23 de dezembro de 2001
Vice-governador Anjo Rafael Ruiz (1987-1991)
Quincio Bernanrdo (1991-1995)
Mario Merlo (1995-1999)
Alicia Lemme (1999-2001)
Antecessor(a) Hugo di Rissio
Sucessor(a) Alicia Lemme
Vida
Nascimento 25 de julho de 1947 (68 anos)
San Luis, Argentina
Nacionalidade Argentina argentino
Dados pessoais
Cônjuge María Alicia Mazzarino de Rodríguez Saá
Partido Partido Justicialista
Profissão Advogado

Adolfo Rodríguez Saá Páez Montero (San Luis, 25 de julho de 1947) é um advogado e político argentino.

Adolfo Rodríguez Saá nasceu em uma importante família política de San Luis.[1] Em 1971, concluiu sua graduação em direito na Universidade de Buenos Aires. Em 1983, foi eleito governador de San Luis, sendo reeleito em 1987, 1991, 1995 e 1999.[2] Após a renúncia do presidente Fernando de la Rúa em dezembro de 2001, foi eleito pelo Congresso o presidente interino do país, e desempenhou as funções presidenciais por apenas uma semana.[3] Em 2003, concorreu à presidência na eleição de abril e ganhou pouco mais de 14% dos votos válidos.[4] Ainda naquele ano, foi eleito deputado nacional por seu estado. Nas eleições legislativas de 2005, elegeu-se senador.[5]

Em 2001, com a renúncia de Fernando de la Rúa, a Assembleia Legislativa o elegeu Presidente da Argentina interinamente. Seu governo durou apenas sete dias, período em que suspendeu os pagamentos da dívida externa com os credores privados. Renunciou ao cargo em 30 de dezembro de 2001.[6]

Referências

  1. «Adolfo Rodríguez Saá». Tres Lineas. Consultado em 31 de outubro de 2015. 
  2. «Adolfo Rodríguez Saá». Cidob. 9 de outubro de 2015. Consultado em 31 de outubro de 2015. 
  3. «ADOLFO RODRÍGUEZ SAÁ». Cronista. Consultado em 31 de outubro de 2015. 
  4. «Adolfo resignado, dijo que será “difícil” que llegue al ballotage». La Política en San Luis. 3 de agosto de 2015. Consultado em 31 de outubro de 2015. 
  5. «Adolfo Rodríguez Saá». Election Meter. Consultado em 31 de outubro de 2015. 
  6. «Galeria de presidentes» (em espanhol). Presidencia de la Nación Argentina. Consultado em 11/10/2015. 


Precedido por
Ramón Puerta
Interino
Presidente da Argentina
2001
Sucedido por
Eduardo Camaño
Interino


O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Adolfo Rodríguez Saá