Vinícius Santos Silva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Vinícius
Informações pessoais
Nome completo Vinícius Santos Silva de Souza
Data de nasc. 3 de agosto de 1993 (22 anos)
Local de nasc. São Paulo (SP),  Brasil
Nacionalidade  Brasil
Altura 1,80 m
Destro
Apelido Vinishow'Matador de Atleticanos
Informações profissionais
Clube atual Brasil Coritiba
Número 8
Posição Atacante
Clubes de juventude
20082013 Brasil Palmeiras
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2010
2014
2015
2015
2016
Brasil Palmeiras
Brasil Vitória (emp.)
Brasil Capivariano (emp.)
Brasil Ceará (emp.)
Brasil Coritiba (emp.)
0103 0000(8)
0017 0000(1)
0012 0000(1)
0009 0000(0)
0025 0000(2)
Seleção nacional
2013 Brasil Brasil Sub-20 0001 0000(0)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 12 de setembro de 2015.

Vinícius Santos Silva de Souza, mais conhecido como Vinícius (São Paulo, 3 de agosto de 1993), é um futebolista brasileiro que atua como atacante. Atualmente é jogador do Coritiba emprestado pelo Palmeiras.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Vinicius joga pelo Palmeiras desde os 12 anos, quando começou as atuações pelo sub-15 do clube. Se tornou profissional aos 16 anos, fazendo sua estreia na partida contra o Rio Branco no dia 24 de março de 2010.

O primeiro jogo que Vinicius atuou como titular foi contra o Mirassol no dia 27 de março de 2010, no Estádio Palestra Itália, pelo placar de 1 a 1. Vinicius jogou até os 25 minutos do 2º tempo e foi substituído por Maurício Ramos.[1]

No dia 9 de março, fez seu primeiro gol como atleta profissional, na vitória do alviverde por 2 a 1 sobre o Noroeste, em Bauru, pelo Campeonato Paulista[2], se tornando o segundo jogador mais jovem a marcar um gol em uma partida profissional, com 17 anos, 7 meses e 6 dias (o recorde pertence ao ex-atacante Mazzola, com 17 anos, 6 meses e 5 dias).

Em junho de 2011, Vinícius foi motivo de um desentendimento entre o técnico do Palmeiras, Luiz Felipe Scolari, e o fundo DIS, braço esportivo do Grupo Sonda e proprietário dos direitos federativos do atleta. Scolari chamou de "roubo" e "agiotagem" o assédio dos empresários sobre o atacante, que chegou a receber e recusar proposta da Udinese, da Itália, para se transferir.[3]

Em 17 de fevereiro de 2013, no clássico diante do Corinthians, Vinícius foi o responsável por fazer o gol que viraria o placar em favor do Palmeiras por 2 a 1; no entanto, o arquirrival empataria o embate, que se encerraria 2 a 2[4].

No dia 10 de setembro de 2013, o atleta foi chamado pelo técnico Alexandre Gallo para servir a Seleção Brasileira Sub-20. [5].

Vitória[editar | editar código-fonte]

No dia 11 de março de 2014, Vinícius foi emprestado até o fim de 2014, para o Vitória, o empréstimo é simples e não envolve prorrogação de contrato.[6] Ao final da temporada, retornou ao Palmeiras.

Capivariano

Sem espaço no Palmeiras, Vinícius foi novamente emprestado, dessa vez para o Capivariano, para a disputa do Campeonato Paulista da Série A1

Ceará

O Ceará acertou a contratação do atacante Vinicius até o fim de 2015, o atacante estava no Capivariano, clube pelo qual disputou o Paulistão 2015.[7]

Coritiba

Em 2016 o Coritiba anunciou a contratação do atleta de até o fim do ano. [8]

No dia 10 de Março, em uma partida valida pela primeira liga Vinicius marcou seu primeiro gol pelo coritiba no lance ele driblou o marcador e mandou uma bomba de fora da area acertando o canto do goleiro.

no dia 20 de março, o coritiba estava empatando com o Atletico-Pr quando Kleber Gladiador sentiu dores e foi substituido por Vinicius em seu primeiro lance Vinicius lançou negueba que cruzou para Thiago lopes abrir o placar, 6 minuto depois Vinicius arrancou pela esquerda e foi derrubado dentro da area.

Títulos[editar | editar código-fonte]

Palmeiras

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • É o jogador mais novo a vestir a camisa do Palmeiras em um jogo profissional.[9]
  • É o segundo jogador mais novo a marcar um gol pelo Palmeiras em um jogo profissional. [10]
  • Apesar do jogador atuar em algumas partidas pela equipe principal do Palmeiras, afirmou em 2010 que pedia dinheiro aos pais. [11]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]