Vivian Blaine

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde outubro de 2019). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Vivian Blaine
Vivian Blaine em Alegria, Rapazes! (1944).
Nome completo Vivian Stapleton
Nascimento 21 de novembro de 1921
Newark, Nova Jérsia
Nacionalidade norte-americana
Morte 9 de dezembro de 1995 (74 anos)
Nova Iorque
Ocupação Atriz, cantora, dançarina
Atividade 1942-1985
Cônjuge Manny Franks (m. 1945-1956)
Milton Rackmil (m. 1959-1961)
Stuart Clark (m. 1973-1995)

Vivian Blaine (Newark, 21 de novembro de 1921Nova Iorque, 9 de dezembro de 1995) foi uma atriz e cantora estadunidense mais conhecida por dar origem ao papel de Miss Adelaide no musical Guys and Dolls, assim aparecendo na versão cinematográfica subsequente, no qual ela co-estrelou com Marlon Brando, Jean Simmons e Frank Sinatra.[1]

Vida e carreira[editar | editar código-fonte]

Vivian Blaine nasceu em Newark no estado da Nova Jérsia. Aos 14 anos já se apresentava com a Orquestra Miller Halsey, e após concluir o ensino médio na Southside High School começou sua carreira nos palcos. Por volta de 1937 também era cantora de big band pouco conhecidas. Em 1941, enquanto se apresentava no Hotel Governor Clinton em Manhattan, Blaine foi "descoberta" por um caça talentos da 20th Century Fox que a convidou para fazer um teste de tela. O chefe do estúdio, Darryl F. Zanuck, gostou do que viu e assinou com ela um contrato de trabalho. Inicialmente, ela apareceu em pequenas participações em peças e após a realização do circuito da United Service Organization (uma organização de apoio aos militares recrutados durante a Segunda Guerra Mundial) encabeçou o elenco principal de Ladrão que rouba ladrão (1943) ao lado de Stan Laurel e Oliver Hardy. Mas descontente com o rumo de sua carreira na Fox e ameaçando deixar o estúdio, Darryl Zanuck deu-lhe um papel de coadjuvante em no musical Serenata Boêmia (1944), uma comédia com Carmen Miranda e Don Ameche nos papéis principais. Neste período com o surgimento processo de filmagem em cores (o Technicolor) o estúdio tingiu seu cabelo louro vermelho e a promoveu como "a loira cereja". Ao longo dos anos 40, Blaine apareceu em um conjunto de filmes musicais como Alegria, Rapazes! (1944), Sonhos de Estrela, Se Eu Fosse Feliz (1945), Precisa-se de Maridos (1946). Com destaque para Beijos Roubados com George Raft e Joan Bennett, e como a cantora Emily Edwards em Corações Enamorados dirigido por Walter Lang em 1945.[2]

Após sua saída da Fox, Blaine viveria o auge de sua carreira, dedicando-se a musicais da Broadway, onde deu vida pela primeira vez ao seu personagem mais conhecido, Miss Adelaide que interpretou por cinco anos, com uma breve interrupção para o filme Eva na Marinha (1952). Com o sucesso da personagem, ela foi convidada repeti-lo no cinema, no filme da MGM Garotos e Garotas (1955) com Frank Sinatra, Marlon Brando e Jean Simmons.[3] Outros trabalhos na Broadway incluem A Hatful of Rain (1956), substituindo Shelley Winters; Say, Darling (1958), Enter Laughing (1963), Company (1971) e, brevemente, Zorba (1984). Entre 1951 e 1952, Blaine apareceu na série de televisão Those Two com Martha Stewart, Pinky Lee e Anthony George.[4] Ela também teve papéis nos filmes O Grande Vigarista (1957), Richard (1972), The Dark (1979) e O Parasita (1982). Além de participações nos telefilmes Sooner or Later para a rede NBC, Fast Friends com Carrie Snodgress, e No Limiar da Loucura com Natalie Wood para a ABC.[5]

Em 1983, ela se tornou a primeira celebridade a fazer anúncios de serviço público para as causas relacionadas à AIDS. Ela fez numerosas aparições em apoio do então recém-criado AIDS Project Los Angeles (APLA).

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Blaine casou-se três vezes, seu primeiro relacionamento foi com Manny Franks e durou de 1945 a 1956. Em seguida, ela se casou com Milton Rackmil, presidente da Universal Studios e da Decca Records, em 1959, mas o matrimônio terminou em divorcio em 1961.[6] Por fim, casou-se em 1973 com Stuart Clark com quem viveu até sua morte em 1995, aos 74 anos, vitima de insuficiência cardíaca congestiva.[7]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel
1942 It Happened in Flatbush Participação (sem créditos)
Olhos Acusadores Sue Boardman
Cuidado com as Saias Barbara
1943 Ele Empregou o Patrão Sally Conway
Ladrão que rouba ladrão Susan Cowan
1944 Serenata Boêmia Bonnie Watson
Alegria, Rapazes! Blossom Hart
1945 Beijos Roubados Sally Templeton
Corações Enamorados Emily Edwards
Sonhos de Estrela Mary Elizabeth 'Doll Face' Carroll
1946 Se Eu Fosse Feliz Linda Farrell
Precisa-se de Maridos Liz Charters
1952 Eva na Marinha Una Yancy
1953 The Philco Television Playhouse Episódio: Double Jeopardy
Main Street to Broadway Ela mesma
1954 Center Stage Episódio: Heart of a Clown
The Colgate Comedy Hour Winnie Potter
1955 Damon Runyon Theater Cutie Singleton
Eles e Elas Miss Adelaide
Dream Girl Georgina Allerton
1956 The Bob Hope Show Episodio: The Awful Truth
General Electric Summer Originals Episódio: It's Sunny Again
1957 Lux Video Theatre Coral
O Grande Vigarista Rita DeLacey
1959 Your Hit Parade Episódio de 9 de janeiro de 1959
1963 Route 66 Dixie Martin
1972 Richard Participação especial
1976 Mary Hartman, Mary Hartman Betty McCullough
1978 Ilha da Fantasia Mrs. Deverse
Katie: Portrait of a Centerfold Marietta Cutler
O Barco do Amor Barbara Sharp
1979 Vega$ Lenora
The Cracker Factory Helen
Fast Friends Sylvia
Talvez Algum Dia Maquiadora
The Dark Courtney Floyd
CHiPs Ela mesma
1982 O Parasita Miss Elizabeth Daley
1983 Amanda's Aunt Sonia
I'm Going to Be Famous Laura Lowell
1985 Assassinato por Escrito Rita Bristol

Referências

  1. WILLIAM GRIMES (14 de dezembro de 1995). «Vivian Blaine, the First Adelaide In 'Guys and Dolls,' Is Dead at 74». The New York Times. Consultado em 03 de julho de 2014  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  2. «OBITUARY: Vivian Blaine». The Independent. 19 de dezembro de 1995. Consultado em 03 de julho de 2014  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  3. Guy G. Sterling. «The Famous, the Familiar and the Forgotten». The Independent. Consultado em 20 de fevereiro de 2015 
  4. «OBITUARY: Vivian Blaine». The Independent. 19 de dezembro de 1995. Consultado em 03 de julho de 2014  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  5. «Biography: Vivian Blaine». Watch Turner Classic Movies on TCM. Consultado em 04 de agosto de 2014  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  6. BRUCE LAMBERT (5 de abril de 1992). «Milton R. Rackmil, 86, Is Dead: Led Decca Records and Universal». The New York Times. Consultado em 27 de novembro de 2014 
  7. «'Guys and Dolls' Actress Dies». Daily News. 15 de dezembro de 1995. Consultado em 03 de julho de 2014  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Vivian Blaine