William Tyndale

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
William Tyndale
(1484 - 1536)
Tradutor Da Bíblia Anglicana
Nascimento 1484
North Nibley, perto de Gloucester, Inglaterra
Morte 6 de outubro de 1536 (Entre 41-42 anos)
Vilvoorde, perto de Bruxelas, Ducado de Brabante, Dezessete Províncias
Cidadania Reino Unido
Alma mater Universidade de Oxford
Ocupação Tradutor inglês da Bíblia
Religião Igreja Católica
Causa da morte tortura

William Tyndale (também chamado de Tindall ou Tyndall; Gloucestershire, Inglaterra, c. 1484 - perto de Bruxelas, Dezessete Províncias, 6 de outubro de 1536) foi um padre protestante e acadêmico inglês, mestre em Artes na Universidade de Oxford. Traduziu a Bíblia para uma versão inicial do moderno inglês. Seu objetivo era fazer o Novo Testamento um livro tal que "todo menino de arado" pudesse lê-lo e se tornasse mais conhecedor das Escrituras que o próprio clero. Apesar de numerosas traduções para inglês, parciais ou completas, terem sido feitas a partir do século VII, a Bíblia de Tyndale foi a primeira a beneficiar da imprensa, o que permitiu uma ampla distribuição.

Tyndale estudou as escrituras e começou a defender as teses da Reforma Protestante, muitas das quais eram consideradas heréticas, primeiro pela Igreja Católica que o perseguira e depois pela Igreja Anglicana. As traduções de Tyndale foram banidas pelas autoridades e o próprio Tyndale foi queimado na fogueira em 1536 em Vilvoorde (10Km a nordeste de Bruxelas), na atual Bélgica, sob a instigação de agentes de Henrique VIII e a Igreja Anglicana. Suas últimas palavras foram, "Senhor, abre os olhos ao rei da Inglaterra", o que de fato aconteceu anos depois.

Encontra-se sepultado em William Tyndale Park, Vilvoorde, Brabante Flamengo na Bélgica.[1]

Referências

William Tyndale foi citado no livro Anne de Avonlea, por L. M. Montgomery

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.