Adjetivo primitivo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Merge-arrow 2.svg
Este artigo ou secção deverá ser fundido com Adjetivo. (desde dezembro de 2013)
(por favor crie o espaço de discussão sobre essa fusão e justifique o motivo aqui; não é necessário criar o espaço em ambas as páginas, crie-o somente uma vez. Perceba que para casos antigos é provável que já haja uma discussão acontecendo na página de discussão de um dos artigos. Verifique ambas (1, 2) e não esqueça de levar toda a discussão quando levar o caso para a central.).
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde outubro de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Os adjetivos primitivos, adjetivos assim classificados pela sua formação e estrutura, são os radicais que designam qualidades independentemente da existência de seres ou ações que as representem. São muito poucos os adjetivos primitivos na língua portuguesa, dentre eles estão os nomes de cores e alguns outros: branco, preto, amarelo, verde, vermelho, azul, marrom, cinza, castanho, curto, comprido, grande, pequeno, claro, escuro, livre, feliz, triste, liso, rugoso, fácil, difícil, brando, entre outros.

Os adjetivos primitivos são assim chamados porque, ao passo de serem radicais, dão origem aos adjetivos derivados e aos adjetivos compostos. Outro detalhe importante é que os adjetivos primitivos também se incluem dentro da classe dos adjetivos simples que, ao contrário dos adjetivos compostos, engloba adjetivos que possuem apenas um radical.

Ver também[editar | editar código-fonte]


Classificação dos adjetivos pela sua formação e estrutura:
Adjetivos primitivos - Adjetivos derivados - Adjetivos simples - Adjetivos compostos