Locução conjuntiva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Quando duas ou mais palavras exercem função de conjunção dá-se-lhes o nome de locução conjuntiva. São exemplos de locuções conjuntivas: à medida que, apesar de, a fim de que,por que.

As locuções conjuntivas são duas ou mais palavras que funcionam solidariamente como conjunções estabelecendo relações entre as orações dos enunciados. As locuções conjuntivas mantêm também a mesma característica de invariabilidade (funcionam coletivamente como palavras invariáveis) e a mesma classificação das conjunções. São mais numerosas que as próprias conjunções.

Na maioria das vezes as locuções conjuntivas são terminadas pela palavra "que", segue alguns exemplos: desde que, uma vez que, já que, por mais que, à medida que, à proporção que, visto que, ainda que, entre outras.

As principais diferenças entre uma conjunção e uma locução conjuntiva é que essa última costuma aparecer mais no início da frase e dificilmente é sucedida por uma vírgula (","), também são muito raros os casos em que uma locução conjuntiva é sucedida por um ponto ("."). Segue alguns exemplos de frases com as conjunções marcadas em itálico: "Maria não dorme desde que seu tio morreu."; "À proporção que Letícia foi parando de fumar, sentiu-se mais bem disposta com o trabalho."; "À medida que aquele cachorro vem crescendo, vem comendo mais ração."; "Já que não está com fome, vou comer a sua parte.".

Ver também[editar | editar código-fonte]