Alexandre Soares dos Santos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Elísio Alexandre Soares dos Santos GCIHGCMGOME (Porto, 23 de setembro de 1934) é um empresário e filantropo português, atualmente ocupando o cargo de presidente do Conselho de Administração[1] do grupo Jerónimo Martins.[2] Em 24 de setembro de 2013 foi oficialmente comunicado que renunciará ao cargo por razões pessoais, com efeitos a partir do dia 1 de novembro de 2013.[3]

Família[editar | editar código-fonte]

É filho de Elísio Alexandre dos Santos, conhecido como "Badez" (Porto, 1907 - ?) e de sua mulher e prima-irmã Maria da Conceição Soares dos Santos, filha de Francisco Manuel dos Santos (Pinhel, Safurdão, 1876 - 1953), empresário, em cuja homenagem seu neto materno e sobrinho-neto criou a Fundação que recebeu o seu nome.[4]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Estudou no Colégio Almeida Garrett, no Porto, e frequentou a Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa.[5] Em 1955 iniciou a sua carreira profissional na Unilever, como gestor estagiário, tendo passado pela Alemanha e pela Irlanda. Posteriormente assumiria funções como director de marketing da Unilever Brasil, entre 1964 e 1968. Em 1968 passou a integrar o Conselho de Administração do Grupo Jerónimo Martins, como administrador-delegado, tendo assumido posteriormente funções como presidente da Comissão Executiva, cargo que acumulou com o de presidente do Conselho de Administração, de 1996 a 2004.

Negócios[editar | editar código-fonte]

Em 2009 criou, junto com sua família, a Fundação Francisco Manuel dos Santos,[6] [7] nome do avô materno e tio-avô de Alexandre Soares dos Santos, e visa estudar os grandes temas nacionais. Esta fundação gere o portal "Pordata" Base de Dados do Portugal Contemporâneo, e lançou uma coleção de livros de Ensaio, a preços reduzidos, sobre temas da actualidade sob o desígnio Conhecer Portugal, pensar o país, e contribuir para a identificação e resolução dos problemas nacionais, assim como promover o debate público.

É Presidente do Conselho de Administração do mesmo grupo Jerónimo Martins, Fima Lever Portuguesa, Gelados Olá, Supermercados Pingo Doce, Hipermercados Feira Nova, Cash & Carry, Recheio, Águas de Vidago, Águas de Melgaço e Pedras Salgadas, Azeites Gallo, Supermercados da Sé no Brasil, Supermercados LillyWite no Reino Unido e Irlanda do Norte e Lojas Expresso Atlântico em aliança com o Banco Comercial Português, tendo sido substituído na função de CEO pelo seu filho secundogénito,[carece de fontes?] Pedro Manuel da Silveira e Castro Soares dos Santos.[8] Apesar da sua postura patriótica, a sede da sua sociedade familiar foi a 19.ª das 20 empresas do PSI-20 a registar-se na Holanda para efeitos de carga fiscal.

A sua iniciativa de oferecer 50% de desconto em compras no valor igual ou superior a 100€00 nos produtos do Pingo Doce em Portugal a 1 de Maio de 2012 revelou-se polémica, entre outras razões por posterior investigação pela ASAE ter descoberto que três dos seus produtos (óleo, arroz e whisky) haviam sido vendidos abaixo do preço de custo. Note-se, no entanto, que centenas de outros produtos foram vendidos a preços que respeitam as regras de livre concorrência.

Fortuna[editar | editar código-fonte]

Em 1998 e 1999, a revista Forbes coloca-o na lista dos mais ricos homens da Europa, com um valor de 2 e 1,9 mil milhões de dólares, respectivamente.[9] [10]

Em Março de 2011 a Forbes anunciou que Alexandre Soares dos Santos era o segundo mais rico português, valendo 2,3 mil milhões de dólares (1,65 mil milhões de euros). Ele aparece, segundo a Forbes, no lugar 512 entre os bilionários que não o incluiu na lista de 2010,[11] tendo, todavia, surgido nos 500 mais ricos do Mundo no ano seguinte.

É proprietário da Quinta da Parreira, em Ourém, Grande-Oficial da Ordem do Mérito Empresarial Classe Comercial (28 de Maio de 1992), Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique (9 de Junho de 2000) e Grã-Cruz da Ordem do Mérito (17 de Janeiro de 2006).[12]

Casamento e descendência[editar | editar código-fonte]

Casou em Lisboa, São João, na Igreja da Madre de Deus, a 28 de Dezembro de 1957 com Maria Teresa Canas Mendes da Silveira e Castro (Lisboa, Benfica, 17 de Outubro de 1932), filha do Oficial de Engenharia Manuel Gonçalves da Silveira de Azevedo e Castro (Porto, Bonfim, 9 de Dezembro de 1877 - Lisboa, São Sebastião da Pedreira, 1 de Fevereiro de 1962) e de sua segunda mulher (Lisboa, Benfica, 19 de Dezembro de 1931) Zina Canas de Andrade Mendes (Lisboa, 21 de Março de 1895 - Lisboa, 23 de Setembro de 1985), de quem tem sete filhos e filhas.[13]

Referências

  1. Alexandre Soares dos Santos reduz para 0,022% na Jerónimo Martins Jornal de Negócios Online (29 de Abril de 2010).
  2. Conselho administração Jeronimomartins.pt.
  3. Soares dos Santos deixa presidência da Jerónimo Martins Semanário Expresso. Expresso Economia (24 de setembro de 2013). Página visitada em 24 de setembro de 2013.
  4. Romeira, Maria (14 de fevereiro de 2003). OS RICOS PORTUGUESES Correio da manhã. Página visitada em 11 de maio de 2012.
  5. Alexandre Soares dos Santos Infopédia, edição online. Página visitada em 3 de Maio de 2010.
  6. Economia. Família Soares dos Santos cria fundação para estudar grandes temas nacionais Jornal Público. Página visitada em 5 de abril de 2010.
  7. [1] Jornal de Negócios.
  8. Pedro Soares dos Santos sobe a CEO da Jerónimo Martins SAPO. Diário Digital (9 de Abril de 2010). Página visitada em 3 de Maio de 2010.
  9. 1998 (em inglês) Forbes.
  10. 1999 (em inglês) Forbes.
  11. [2] Jornal de Notícias (10 de Março de 2011).
  12. Ordens Honoríficas Portuguesas Presidência da República Portuguesa. Ordens.presidencia.pt.
  13. "História de Três Famílias Saloias", Nuno Gonçalo de Carvalho Canas Mendes, Câmara Municipal de Mafra, 1.ª Edição, Mafra, 2000, pp. 88 e 89

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

{{Navbox |nome = Jerónimo Martins |título = Jerónimo Martins |estado = autocollapse |acima = Alexandre Soares dos Santos

|list1 = Biedronka  · Feira Nova  · Fundação Francisco Manuel dos Santos  · Pingo Doce (Corrida de 2012)