Alexis Alexandrovich da Rússia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Alexis Alexandrovich da Rússia
Grão-duque da Rússia
Descendência
Aleksey Belevsky-Zhukovsky
Pai Alexandre II da Rússia
Mãe Maria Alexandrovna (Maria de Hesse-Darmstadt)
Nascimento 14 de Janeiro de 1850
São Petersburgo, Império Russo
Morte 14 de novembro de 1908 (58 anos)
Paris, França
Enterro Fortaleza de Pedro e Paulo, São Petersburgo, Rússia

Alexis Alexandrovich Romanov da Rússia (14 de janeiro de 185014 de novembro de 1908) foi a sexta criança e quarto rapaz a nascer do czar Alexandre II da Rússia e da sua primeira esposa, Maria Alexandrovna (Maria de Hesse). Destinado a uma carreira naval, Alexis Alexandrovich começou o seu treino militar aos sete anos de idade. Com 20 anos foi nomeado Tenente da Marinha Imperial Russa e visitou todos os portos europeus pertencentes à Rússia. Em 1871 foi enviado como embaixador de boa-vontade numa viagem pelos Estados Unidos e Japão.

Em 1883 foi nomeado general almirante. Na altura tinha já contribuído com equipamentos para a Marinha Russa como novos navios e a modernização dos portos. Em 1905, depois da derrota na Batalha de Tsushima, reformou-se do seu posto. Morreu em Paris em 1908.

Primeiros Anos[editar | editar código-fonte]

Alexis Alexandrovich na sua juventude

O grão-duque Alexis Alexandrovich Romanov nasceu em São Petersburgo, no dia 14 de janeiro de 1850. Era filho do imperador Alexandre II da Rússia e da sua primeira esposa Maria Alexandrovna. Era irmão mais novo da grã-duquesa Alexandra Alexandrovna da Rússia, do czarevich Nicolau Alexandrovich da Rússia, do czar Alexandre III da Rússia, do grão-duque Vladimir Alexandrovich da Rússia e irmão mais velho do grão-duque Sérgio Alexandrovich da Rússia, do grão-duque Paulo Alexandrovich e da grã-duquesa Maria Alexandrovna da Rússia.

O grão-duque estava destinado a uma carreira naval desde a sua infância. Com sete anos recebeu o título de guarda marinho. No ano seguinte Constantino Nikolaevich Posyet foi escolhido para seu tutor. Enquanto que os invernos eram dedicados a estudos teóricos, durante o verão Alexis treinava em navios bélicos russos da esquadra báltica atracada em São Petersburgo. O treino era duro, mas deu-lhe a possibilidade de se habituar a vários navios.

No dia 18 de setembro de 1866, Alexis foi promovido a tenente. Continuou a sua carreira naval servindo como oficial a bordo da fragata “Alexandre Nevski” num cruzeiro pelo Mar Mediterrâneo até ao porto de Pireu, onde esteve presente no casamento da sua prima, a grã-duquesa Olga Constantinovna da Rússia com o rei Jorge I da Grécia.

Em 1868 embarcou numa viagem pelo sul da Rússia, viajando de comboio de São Petersburgo até Nikolaevsk, continuando de barco até ao Volga e ao Astrakhan. Depois entrou a bordo de um navio militar para um cruzeiro desde o mar Cáspio até Baku e depois para o Irão. Depois cruzou o Cáucaso e chegou a Poti, onde estava atracada a frota Alexandre Nevsky. A partir daí, navegou até Constantinopla, Atenas e aos Açores. Na sua viagem de regresso, a frota enfrentou uma tempestade perto da costa da Jutlândia. Apesar de o navio ficar destruído, Alexis e a restante tripulação conseguiu sair do desastre ileso.[1]

Em janeiro de 1870, Alexis passou a ser de maioridade de acordo com a legislação russa. O evento foi celebrado com dois juramentos: o juramento militar e o tradicional juramento de aliança dos Grão-duques da Rússia Imperial ao czar. Em Junho desse anos, Alexis iniciou a última parte do seu treino que incluía uma navegação desde São Petersburgo até Arkhangelsk, atravessando o Canal Mariinsk e o Rio de Dvina. Depois de visitar escolas e industrias em Arkhangelsk, o Grão-duque começou o seu treino de navegação em condições árcticas a bordo da corveta “Variag”. O seu cruzeiro levou-o às Ilhas Solovetsky, continuando pelo mar Branco e pelo mar de Barents até Nova Zembla. A digressão continuou até à Baía de Kola e à cidade de Murmansk, os portos da Noruega e da Islândia. Regressou a Cronstadt no final de Setembro.

Romance com Alexandra Zhukovskava[editar | editar código-fonte]

Entre 1869 e 1870, Alexis teve um romance com Alexandra Zhukovskava, filha do poeta Vasily Andreyevich Zhukovsky, que era 18 anos mais velha do que ele. O casal teve um filho, Alexis, nascido no dia 26 de novembro de 1871. O czar Alexandre II, seu pai, opôs-se firmemente contra esta relação.

Alguns historiadores acreditam que o Grão-duque e a plebeia se tenham casado secretamente e que essa união foi anulada pela Igreja Ortodoxa Russa, uma vez que, de acordo com as “Leis Fundamentais da Casa Imperial”, o casamento era ilegal. Contudo, os artigos 183 e 188, que proibiam os casamentos sem a autorização do czar, foram apenas adicionados às leis fundamentais pelo czar Alexandre III da Rússia. As leis em vigor em 1870 não proibiam a união de Alexis e Alexandra, excluindo apenas qualquer filho do casal da linha de sucessão ao trono. Não existem provas de que o casamento ou a sua anulação tenham, de facto, ocorrido. Também não existem provas de que o Grão-duque tenha sequer pedido autorização para se casar. Como Alexandra Zhukovskava não era uma aristocrata e, além disso, o seu pai era filho ilegítimo de um proprietário de terras russo e de uma escrava turca, o que tornava o casamento impensável.

Irritado com a relação do seu filho, Alexandre II recusou-se a dar qualquer título a Alexandra Zhukovskava, o que teria provado a paternidade do grão-duque do seu filho, mesmo que ele fosse ilegítimo. Outras cortes europeias também se recusaram a conceder-lhe um título. Como último recurso, no dia 25 de março de 1875, Alexandra conseguiu o título de baronesa Seggiano na República de San Marino [carece de fontes?], que lhe concedeu a título a ela e ao seu filho. Foi apenas em 1883 que Alexandre III, irmão de Alexis, concedeu o título de Conde Belevsky ao seu sobrinho.

Genealogia[editar | editar código-fonte]

Os antepassados de Vladimir Alexandrovich em três gerações
Vladimir Alexandrovich Pai:
Alexandre II da Rússia
Avô paterno:
Nicolau I da Rússia
Bisavô paterno:
Paulo I da Rússia
Bisavó paterna:
Maria Feodorovna (Sofia Doroteia de Württemberg)
Avó paterna:
Alexandra Feodorovna (Carlota da Prússia)
Bisavô paterno:
Frederico Guilherme III da Prússia
Bisavó paterna:
Luísa de Mecklemburgo-Strelitz
Mãe:
Maria Alexandrovna (Maria de Hesse-Darmstadt)
Avô materno:
Luís II, Grão-duque de Hesse
Bisavô materno:
Luís I de Hesse-Darmstadt
Bisavó materna:
Luísa de Hesse-Darmstadt
Avó materna:
Guilhermina de Baden
Bisavô materno:
Carlos Luís de Baden
Bisavó materna:
Amália de Hesse-Darmstadt

Notas e referências

  1. Ю.Л.Коршунов - Последний генерал-адмирал (Великий князь Алексей Александрович)
Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Alexis Alexandrovich da Rússia