Frederico Guilherme III da Prússia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde junho de 2014).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Frederico Guilherme III
Rei da Prússia
Reinado 16 de novembro de 1797
a 7 de junho de 1840
Predecessor Frederico Guilherme II
Sucessor Frederico Guilherme IV
Eleitor de Brandemburgo
Reinado 16 de novembro de 1797
a 6 de agosto de 1806
Predecessor Frederico Guilherme II
Sucessor Título abolido
Esposa Luísa de Mecklemburgo-Strelitz
Descendência
Frederico Guilherme IV da Prússia
Guilherme I da Alemanha
Carlota da Prússia
Frederica da Prússia
Carlos da Prússia
Alexandrina da Prússia
Fernando da Prússia
Luísa da Prússia
Alberto da Prússia
Casa Hohenzollern
Pai Frederico Guilherme II da Prússia
Mãe Frederica Luísa de Hesse-Darmstadt
Nascimento 3 de agosto de 1770
Potsdam, Prússia
Morte 7 de junho de 1840 (69 anos)
Berlim, Prússia
Enterro Berlim, Alemanha

Frederico Guilherme III (Potsdam, 3 de agosto de 1770Berlim, 7 de junho de 1840) foiRei da Prússia entre 1797 e 1840. Subiu ao trono em 16 de novembro de 1797.

Embora Frederico Guilherme e seus conselheiros tentassem manter a Prússia neutra durante as Guerras Napoleônicas, as provocações de Napoleão Bonaparte forçaram-na a declarar guerra à França em outubro de 1806. Na Batalha de Jena, os franceses derrotaram o exército prussiano de maneira decisiva, o que levou a família real a refugiar-se na Prússia Oriental, onde ficou à mercê do Imperador Alexandre I da Rússia.

Em Tilsit, a França celebrou a paz com a Rússia e a Prússia. Esta última perdeu todos os seus territórios poloneses, bem como a área a oeste do Elba, e teve que pagar uma grande indenização.

Embora o rei, considerado fraco e ineficiente, parecesse resignado com o destino da Prússia, diversos ministros, como o Barão vom Stein, Scharnhorst e o Conde Gneisenau ocuparam-se em reformar a administração e o exército do reino.

Em 1813, em seguida à derrota de Napoleão na Rússia, Frederico Guilherme aliou-se aos russos e voltou-se contra a França. As tropas prussianas desempenharam um papel essencial nas vitórias dos aliados em 1813 e 1814.

Durante o Congresso de Viena, os ministros de Frederico Guilherme lograram assegurar importantes ganhos territoriais para a Prússia, embora não tivessem conseguido anexar a totalidade da Saxônia, como desejavam. Após a guerra, o rei adotou uma postura mais conservadora, ao esquecer a promessa que havia feito em 1813 no sentido de outorgar uma constituição à Prússia.

Destacam-se as modificações no sistema educacional fomentadas por Frederico Guilherme nesse período. Em 1809, ele funda, sob a concepção de Wilhelm von Humboldt, a Universidade de Berlim, a qual entre 1828 e 1949 passou a se chamar Universidade de Frederico-Guilherme (em alemão: Friedrich-Wilhelms-Universität), em sua homenagem, vendo a ser depois denominada Universidade Humboldt de Berlim (em alemão: Humboldt-Universität zu Berlin). No ano de 1811 funda a Universidade da Breslávia (em alemão: Schlesische Friedrich-Wilhelms-Universität), hoje na cidade de Wrocław (em alemão: Breslau), e, finalmente, em 1818 funda a Universidade de Bonn (em alemão: Rheinische Friedrich-Wilhelms-Universität Bonn).

Frederico Guilherme III da Prússia
Casa de Hohenzollern
3 de agosto de 1770 – 7 de junho de 1840
Precedido por
Frederico Guilherme II
Eleitor de Brandemburgo
16 de novembro de 1797 – 6 de agosto de 1806
Fim do Sacro Império
Romano-Germânico
Rei da Prússia
16 de novembro de 1797 – 7 de junho de 1840
Sucedido por
Frederico Guilherme IV