André Frossard

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

André Frossard (Saint-Maurice-Colombier, 14 de janeiro de 1915Versalhes, 2 de fevereiro de 1995) foi um jornalista e escritor francês.

Biografia[editar | editar código-fonte]

O pai de André Frossard foi Louis-Oscar Frossard, um dos fundadores históricos do Parti communiste français, que foi líder do partido por 31 anos. Seus pais o criaram como ateu, mas aos 20 anos de idade se converteu à religião católica romana deois de ter uma visão sobre "um mundo distinto, de um resplendor e uma densidade que aproximam o nosso às sombras frágeis dos sonhos incompletos". Foi batizado em 8 de julho de 1935, na Chapelle des Religieuses de l’Adoration.

Foi editorialista do periódico Le Figaro, e por ocasião da II Guerra Mundial esteve na Marinha da França e depois participou da resistência à ocupação alemã no território francês. Caiu preso nas mãos da Gestapo e esteve durante um ano preso na "Barraca dos Judeus" da prisão de Fort Montluc. Quando a guerra terminou, recebeu de Charles de Gaulle a Légion d'honneur, a mais elevada condecoração militar da França.

Foi redator-chefe e escritor em diversos periódicos como o Le Temps présent, L'Aurore e Paris-Match, dentre outros. Teve mais de 15 mil artigos publicados, publicou ainda vinte e três livros, a maioria de fundo filosófico ou religioso.

André Frossard foi eleito para a Academia Francesa de Letras em 1987, para a cadeira n. 2. Sucedeu a René de Castries. Foi um dos amigos franceses mais próximos do Papa João Paulo II.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

(traduzidos em várias línguas)

  • La maison des otages (1946)
  • Histoire paradoxale de la IVe République (1954)
  • Le sel de la terre (1956)
  • Voyage au pays de Jésus (1958)
  • Les greniers du Vatican (1960)
  • Votre humble serviteur, Vincent de Paul (1960)
  • Dieu existe, je l'ai rencontré (1969)
  • La France en général (1975)
  • Il y a un autre monde (1976)
  • Les trente-six preuves de l'existence du diable (1978)
  • L'art de croire (1979)
  • N'ayez pas peur, dialogue avec Jean-Paul II (1982)
  • La baleine et le Ricin (1982)
  • L'évangile selon Ravenne (1984)
  • Le chemin de croix, au Colisée avec Jean-Paul II (1986)
  • N'oubliez pas l'amour, la Passion de Maximilien Kolbe (1987)
  • Le crime contre l'humanité (1988)
  • Portrait de Jean-Paul II (1988)
  • Le cavalier du Quai Conti (1988)
  • Dieu en questions (1990)
  • Le monde de Jean-Paul II (1991)
  • Les grands bergers (1992)
  • Excusez-moi d'être français (1992)
  • Défense du Pape (1993)
  • L'évangile inachevé (1995)

Honrarias[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • [1] Academia Francesa, perfil de Frossard