Antônio Rogério Silva Oliveira

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Índio
Informações pessoais
Nome completo Antônio Rogério Silva Oliveira
Data de nasc. 21 de novembro de 1981 (32 anos)
Local de nasc. Itatira (CE),  Brasil
Altura 1,77 m[1]
Apelido Índio, Cacique
Informações profissionais
Clube atual Brasil Vitória da Conquista
Posição Atacante
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos (golos/gols)
20012002
2002
2003
2004
20042005
20052012
20082009
20102012
2012
2013
2013
2013
2014
Brasil Uniclinic
Brasil Guarani-CE
Brasil Ferroviário-CE
Brasil Maranguape
Brasil Ipitanga
Brasil Vitória
Coreia do Sul Gyeongnam (emp.)
Coreia do Sul Chunnam Dragons (emp.)
Brasil América-RN (emp.)
Brasil Madureira (emp.)
Brasil Tiradentes
Brasil Potiguar de Mossoró
Brasil Vitória da Conquista





0356 000(87)
0064 000(19)
0047 000(15)
0003 0000(0)
0004 0000(0)



2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 10 de fevereiro de 2013.

Antônio Rogério Silva Oliveira,[1] mais conhecido como Índio (Itatira, 21 de novembro de 1981), é um futebolista brasileiro que atua como atacante. Atualmente, joga pelo Vitória da Conquista.[2]

Após passagens por vários clubes cearenses, Índio atingiu o auge de sua carreira atuando pelo Vitória na temporada de 2007. Neste ano, ficou bastante marcado pelos quatro gols feitos num clássico Ba-Vi, realizado no dia 22 de abril. O jogo, clássificado até hoje como um dos mais emocionantes Ba-Vis em todos os tempos, teve um placar extremamente atípico: 6 a 5 favorável ao Vitória. Índio é atualmente o 4º maior artilheiro da história do Barradão, casa do rubro-negro baiano.

Entretanto, recentemente sua história pelo Vitória foi marcada por um episódio negativo. Após retornar de empréstimo ao futebol sul-coreano, Índio entrou com uma ação contra o clube, cobrando valores de FGTS, 13º salário e férias, relativos aos quatro anos em que jogou no país asiático. O saldo de toda esta situação foi um grande mal-estar criado entre o jogador e a diretoria, que optou por afastá-lo do elenco principal, e posteriormente emprestá-lo ao América de Natal.

Carreira[editar | editar código-fonte]

O começo da carreira foi difícil para Índio, tendo atuado em vários clubes cearenses de pouca expressão sem se firmar em nenhum, como Uniclinic, Guarani, Ferroviário e Maranguape.[3] Foi contratado pelo baiano Ipitanga em 2004, chegando a jogar como lateral-direito diversas vezes, e foi descoberto pelo Vitória, para o qual se transferiu em outubro de 2005.[4]

Vitória[editar | editar código-fonte]

Em 2006, fez 13 gols no Campeonato Baiano, 1 na Copa do Brasil e outros 13 na Série C, ajudando o Leão a ascender à Série B do ano seguinte. Com esses números, conseguiu se tornar unanimidade no ataque do time para o ano seguinte.[5]

No Baiano de 2007 veio a consagração. Com 26 gols em 27 jogos, 7 apenas em Ba-Vis, o cacique virou xodó da torcida.[6] Foi o principal jogador na conquista do estadual e, assim, muito se esperava dele na Série B daquele ano. Porém, contusões atrapalharam o desempenho de Índio na competição, fazendo com que fosse sacado diversas vezes da equipe principal. Jogou a maior parte do certame como reserva, fazendo apenas 5 gols em 25 jogos.[7] Mesmo assim, foi o segundo maior artilheiro do Brasil em 2007.

Em 2008, após um começo empolgante, com 6 gols em 10 jogos no estadual, foi emprestado ao coreano Gyeongnam FC até o final da temporada 2009.[8]

Gyeongnam[editar | editar código-fonte]

No Gyeongnam, jogou no meio-de-campo e era responsável pelas assistências para gol. Ainda assim, marcou 14 gols nos dois campeonatos coreanos que disputou e ajudou o clube a brigar por vaga no torneio asiático, não obtendo sucesso. Ajudou o time também a chegar à final da Copa da Coreia do Sul em 2008, sucumbindo por 2 a 0 diante do Pohang Steelers.

Retorno ao Leão e Chunnam Dragons[editar | editar código-fonte]

Ao final do empréstimo, em dezembro de 2009, retornou ao Vitória e prometeu se esforçar para voltar à boa fase do estadual de 2007. Depois de jogar 4 partidas e marcar 1 gol, o clube baiano recebeu uma proposta do Chunnam Dragons para emprestar o jogador por R$ 600 mil.[9] [10] Índio e o Vitória entraram em acordo: o atacante seria emprestado e o seu contrato seria renovado por mais dois anos.[11]

Foi o artilheiro da equipe em 2010 mas esta não fez um bom campeonato, terminando na 10ª posição no certame. Índio foi também o artilheiro geral da Copa da Coreia do Sul na temporada, com cinco gols. Em 2011, o Chunnan continuou a fazer campanhas medianas, e dessa vez o atacante conviveu com lesões constantes que o tiraram de diversas partidas no ano. Acabou por anotar apenas dois tentos em 18 jogos.

Segundo retorno ao Leão: ação na justiça e novos empréstimos[editar | editar código-fonte]

No início de 2012, retornou de mais um empréstimo ao futebol sul-coreano e permaneceu no Vitória durante o primeiro semestre, sendo pouquíssimo aproveitado pelo então técnico Toninho Cerezo. No dia 22 de maio, após uma nova conversa com a diretoria do Vitória, o atacante afirmou que não jogaria mais pelo clube,[12] cobrando da diretoria valores de FGTS, 13º salário e férias, relativos aos quatro anos em que jogou na Coreia do Sul. Índio entrou com uma ação contra o Vitória, e acabou criando um imenso mal-estar interno com a diretoria, que resolveu afastá-lo do elenco principal. Apesar da tentativa, o jogador acabou perdendo a ação na justiça e a diretoria, que já havia o colocado para treinar separado dos outros jogadores do clube, comunicou a não possibilidade em renovar seu contrato, com duração até dezembro.

Posteriormente, no dia 26 de julho, foi emprestado ao América de Natal,[13] que assim como o Vitória disputava a Série B do Campeonato Brasileiro. No clube potiguar, foi bastante prejudicado por lesões e quase não jogou, disputando apenas três partidas pela Série B. Após apenas dois meses e com um frustrante desempenho no América, pediu desligamento do clube para defender as cores do Paysandu,[14] e chegou a ser anunciado pelo clube paraense. Porém, a transferência não obteve sucesso já que o regulamento da FIFA proíbe que um mesmo jogador atue por três times diferentes na mesma temporada. Como já havia disputado duas partidas pelo Vitória no ano, além das três pelo América, Índio não poderia atuar pelo Paysandu. Com isso, acabou retornando ao clube baiano. O Vitória, porém, não demonstrou o menor interesse em aproveitá-lo no time principal, e Índio permaneceu afastado.

No dia 4 de janeiro de 2013, acertou um novo empréstimo com o Madureira para a disputa do estadual.[15] Estreou pelo clube no dia 19 de janeiro, num empate por 1 a 1 com o Resende.[16]

Depois da disputa do campeonato estadual pelo Madureira , Índio assinou com o Tiradentes, do Ceará, para a disputa da Série D do Brasileirão. Entretanto, não prosseguiu na equipe cearense, até que foi contratado pelo Potiguar de Mossoró. Ele veio para a disputa da Copa do Nordeste e o Campeonato Estadual[17] , mas também não foi aproveitado. Em 2014, assinou com outro clube, o Vitória da Conquista para a disputa da reta final do Campeonato Baiano.[2]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Vitória

Artilharias[editar | editar código-fonte]

Vitória
Chunnam Dragons
  • Copa da Coreia do Sul: 2010 (5 gols)

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Atualizado até 10 de fevereiro de 2013.
Clube Ano Campeonato
estadual
Copa
nacional
Campeonato
nacional
Competições
continentais
Outras
competições
Total
Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols
Brasil Vitória
2006 25 13 4 1 28 13 0 0 0 0 57 27
2007 27 26 4 1 27 5 0 0 0 0 58 32
2008 10 6 0 0 0 0 0 0 0 0 10 6
2010 4 1 0 0 0 0 0 0 0 0 4 1
2012 1 0 1 0 0 0 0 0 0 0 2 0
Total 67 46 9 2 55 18 0 0 0 0 131 66
Coreia do Sul Gyeongnam
2008 5 0 23 6 0 0 6 4 34 10
2009 2 1 25 8 0 0 3 0 30 9
Coreia do Sul Chunnam Dragons
2010 4 5 23 8 0 0 2 0 29 13
2011 1 0 15 2 0 0 2 0 18 2
Total na Coreia do Sul 12 6 86 24 0 0 13 4 111 34
Brasil América-RN
2012 0 0 0 0 3 0 0 0 0 0 3 0
Total 0 0 0 0 3 0 0 0 0 0 3 0
Brasil Madureira
2013 4 0 0 0 0 0 0 0 0 0 4 0
Total 4 0 0 0 0 0 0 0 0 0 4 0
Total na carreira 71 46 21 8 144 42 0 0 13 4 249 100

Referências

  1. a b Perfil em ogol.com.br
  2. a b Vitória da Conquista anuncia contratação do atacante Índio globoesporte.com (3 de março de 2014). Visitado em 3 de março de 2014.
  3. O início: nômade pelo Ceará barradaoonline.com.br (13 a 19 de abril de 2009). Visitado em 2 de janeiro de 2011.
  4. A chegada a Boa Terra barradaoonline.com.br (13 a 19 de abril de 2009). Visitado em 2 de janeiro de 2011.
  5. A Toca do Leão vira oca de Índio barradaoonline.com.br (13 a 19 de abril de 2009). Visitado em 2 de janeiro de 2011.
  6. Vitória empresta artilheiro Índio ao futebol coreano esportes.terra.com.br (27 de março de 2008). Visitado em 2 de janeiro de 2011.
  7. Índio - jogador do Vitória ibahia.globo.com (2 de janeiro de 2008). Visitado em 2 de janeiro de 2011.
  8. Números de Índio pelo Vitória (parte 2) barradaoonline.com.br (13 a 19 de abril de 2009). Visitado em 2 de janeiro de 2011.
  9. Índio é emprestado ao futebol asiático globoesporte.globo.com (29 de janeiro de 2010). Visitado em 2 de janeiro de 2011.
  10. Índio se despede do Vitória e viaja para jogar mais uma temporada no futebol da Coréia do Sul ecvitoria.com.br (29 de janeiro de 2010). Visitado em 2 de janeiro de 2011.
  11. Confirmado empréstimo de Índio para a Coréia espbr.com (28 de janeiro de 2010). Visitado em 2 de janeiro de 2011.
  12. Muito irritado, Índio avisa que não jogará mais pelo Vitória atarde.uol.com.br (22 de maio de 2012). Visitado em 4 de junho de 2012.
  13. Atacante Índio é emprestado ao América-RN ecvitorianoticias.com (26 de julho de 2012). Visitado em 30 de julho de 2012.
  14. Presidente do América-RN confirma ida do atacante Índio para o Papão globoesporte.globo.com (24 de setembro de 2012). Visitado em 29 de setembro de 2012.
  15. Madureira apresenta Índio, ex-Vitória e América-RN, e outros oito nomes globoesporte.globo.com (4 de janeiro de 2013). Visitado em 4 de janeiro de 2013.
  16. Resende 1 - 1 Madureira ogol.com.br (19 de janeiro de 2013). Visitado em 10 de fevereiro de 2013.
  17. Índio, ex-Vitória e América-RN é anunciado pelo Potiguar de Mossoró globoesporte.com (6 de novembro de 2013). Visitado em 3 de março de 2014.
Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.