Art Popular

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Art Popular
Informação geral
Origem São Paulo,  São Paulo
País  Brasil
Gênero(s) Pagode
Samba
Gravadora(s) EMI Music Brasil, Deckdisc, Musart Music
Integrantes
Denilson Pimpolho
Evandro Soares
Marcelo Malli
Ricardo Lima
Pedrinho Black
Tcharlinho
Ex-integrantes
Leandro Lehart
Pelezinho
Márcio Art
Página oficial

Art Popular é um grupo musical brasileiro, dos gêneros pagode e samba-canção, criado na zona norte de São Paulo no início dos anos 90.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Após tocar em bares e boates de São Paulo por 8 anos, o Art Popular lançou seu primeiro disco por um selo independente em 1993, chegando a vender 170 mil cópias e abrindo caminho para um contrato com uma grande gravadora, a EMI. O segundo CD, "Nova Era", teve vários sucessos, como "Valeu Demais", "Bom-Bocado" e "Iraê", ganhando discos de ouro e platina[1] .

A partir do quarto álbum, "Sambapopbrasil" (1997), o grupo passou a apresentar algumas influências eletrônicas, como na canção "No paraíso, Eu e você", bem como da música sertaneja. O disco seguinte, "Sambapopbrasil 2", trouxe como convidados o grupo vocal norte-americano Take 6 e o cantor Billy Paul. Seu "Acústico MTV", lançado em 2000, teve participação de Jorge Ben Jor e Ebony Vox, além de ser o primeiro CD Acústico MTV de um grupo desse gênero musical na história da MTV.

No início da primeira década de 2000 um desentendimento num aeroporto, envolvendo a banda LS Jack, acabou em agressões físicas de ambas as partes. O caso foi amplamente divulgado pela mídia e depois esclarecido.

Formação[editar | editar código-fonte]

Formado originalmente por Leandro Lehart[2] (Paulo Leandro Fernandes Soares, 25 de janeiro de 1972), vocalista, compositor e produtor do grupo; Márcio Art (Márcio Ferreira Lisboa, 1 de março de 1967), também vocalista; Denilson Pimpolho (Claudnilson da Silva Franco, 1 de Setembro de 1968), tantã; Tcharlinho (Douglas José dos Santos, 4 de novembro de 1969), pandeiro; Evandro (Evandro Fernandes Soares, 14 de setembro de 1965), repique de mão; e Malli (Marcelo de Lima Oliveira, 23 de outubro de 1968), percussão.

Com a saída de Leandro (que lançou o CD "Solo" em 2001, voltou em 2003 e saiu em 2005), também passou a fazer parte do grupo em 2006 o músico Pelezinho (Wilson Paes), cavaquinho, violão e voz, que deixou o grupo em 2008. No mesmo ano foi substituído por Pedrinho Black, finalista do programa Ídolos.

Discografia[3] [editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Flag of Brazil.svgGuitarra masc.png Este artigo sobre uma banda ou grupo musical do Brasil, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.