Bartel Leendert van der Waerden

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Bartel Leendert van der Waerden
Matemática
Nacionalidade Países Baixos Neerlandês
Nascimento 2 de fevereiro de 1903
Local Amesterdão
Morte 12 de janeiro de 1996 (92 anos)
Local Zurique
Atividade
Campo(s) Matemática
Instituições Universidade de Leipzig, Universidade de Zurique
Alma mater Universidade de Amsterdã, Universidade de Göttingen
Tese 1926: De algebraiese grondslagen der meetkunde van het aantal
Orientador(es) Hendrick de Vries
Orientado(s) Herbert Seifert
Prêmio(s) Medalha Cothenius (1969)

Bartel Leendert van der Waerden (Amesterdão, 2 de fevereiro de 1903Zurique, 12 de janeiro de 1996) foi um matemático neerlandês.

O seu tratado Moderne Algebra revolucionou a álgebra no período entre-guerras. Resolveu o décimo-quinto problema de Hilbert em 1930.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Van der Waerden estudou matemática na Universidade de Amesterdão, onde fez a sua tese de doutoramento sob orientação de Hendrik de Vries, sobre uma questão de geometria algébrica, e fez a sua tese de habilitação (defendida em 1928) na Universidade de Göttingen no período 1919-1926. Foi fortemente influenciado por Emmy Noether.

Aos 27 anos, publicou as notas das aulas em Göttingen dadas por Emil Artin e Emmy Noether, de forma ordenada: o resultado foi um livro em dois volumes, intitulado Álgebra, que rapidamente se tornou um nome familiar. Em 1931 foi nomeado professor na Universidade de Leipzig.

Sob o Terceiro Reich, recusou-se a adotar a cidadania alemã[1] , que lhe teria permitido manter a sua posição como professor universitário. Após a Segunda Guerra Mundial, ocupou a cátedra de matemática na Universidade de Amesterdão (1948-1951). Encerrou sua carreira na Universidade de Zurique, e dirigiu ao longo da carreira mais de 40 teses.

Van der Waerden é mais conhecido por seu curso de álgebra abstrata, que alcançou oito edições sucessivas (a última em 1971) durante o século XX.

Obras[editar | editar código-fonte]

Também publicou trabalhos em geometria algébrica, topologia, teoria dos números, geometria, análise combinatória, análise matemática, e teoria da probabilidade. Werner Heisenberg, seu colega na Universidade de Leipzig, propôs-lhe também o desenvolvimento de métodos de mecânica quântica. No final de sua carreira, dedicou-se principalmente à história da matemática e à história da ciência. Os seus estudos nessa área são listados de seguida:

  • Moderne Algebra, Springer Verlag, Göttingen, 1930, 2 volumes
  • Ontwakende wetenschap ("O alvorecer da ciência", 1950), traduzido para o inglês como "Science Awakening" (1954)
  • Geometry and Algebra in Ancient Civilizations ("Geometria e Álgebra nas Civilizações Antigas", 1983)
  • A History of Algebra ("Uma História da Álgebra", 1985)

Referências

  1. *Alexander Soifer (2009), The Mathematical Coloring Book, Springer-Verlag ISBN 9780387746401, pp. 393–417.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]