Boris Spassky

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Boris Spassky
Informações pessoais
Nome completo Boris Vasilievich Spassky
Nascimento 30 de janeiro de 1937 (77 anos)
São Petersburgo, Rússia
Nacionalidade Flag of Russia.svg Rússia, Flag of France.svg França
Títulos Grande Mestre
Jogos simultâneos contra Spassky em 1989

Boris Vasilievich Spassky, em russo Бори́с Васильевич Спасский, (Leninegrado, atualmente São Petersburgo, 30 de janeiro de 1937) é um jogador de xadrez russo naturalizado francês e antigo campeão mundial.

Aprendeu a jogar xadrez aos cinco anos de idade e aos 18 ganhou o Campeonato do mundo de xadrez júnior, disputado na cidade belga de Antuérpia, tornando-se grandmaster (grande mestre, distinção atribuída no mundo do xadrez segundo critérios muito restritos).

Spassky era considerado um jogador equilibrado, podendo adaptar o seu estilo de jogo ao adversário, o que lhe conferiu uma boa vantagem para levar de vencida muitos grandmasters de topo. Por exemplo, no match final do torneio dos candidatos (onde o vencedor será o contendor do campeão do mundo em título, disputando-lhe o título) contra Mikhail Tal, o táctico lendário (Tbilisi, 1965), Spassky consegui conduzir o jogo evitando a força da táctica de Tal. Esta vitória conduziu-o para o seu primeiro match pelo Campeonato do Mundo contra Tigran Petrosian em 1966. Spassky acabou por perder por 12,5 – 11,5, mas ganhou o direito a desafiar Petrosian novamente três anos depois. Mais uma vez, a flexibilidade do estilo de Spassky foi a chave para a vitória que acabou por celebrar contra Petrosian, por 12,5 – 10,5, no campeonato de 1969 – ao adoptar o estilo de Petrosian.

O reinado de Boris Vasilievich Spassky como Campeão do Mundo durou apenas três anos, uma vez que perder o título para o americano Bobby Fischer em 1972. A disputa foi em Reiquiavique, capital da Islândia, no auge da Guerra Fria e consequentemente foi vista como um símbolo da confrontação política existente. Fischer ganhou e Spassky voltou para a URSS em desgraça; apesar disso, Spassky continuou a jogar e ganhou vários campeonatos, incluindo o Campeonato Soviético em 1973.

Em 1974, no apuramento dos candidatos, Spassky perdeu para a estrela em ascensão Anatoly Karpov em Leningrado, +1 -4. Karpov reconheceu publicamente a superioridade de Spassky, mas após uma série de jogos soberbos, Karpov conquistou os pontos suficientes para conquistar o match.

Nos anos seguintes Spassky mostrou-se relutante a dedicar-se totalmente ao xadrez: confiando no seu talento natural soberbo para o jogo, por vezes preferia jogar uma partida de ténis a trabalhar afincadamente no tabuleiro. Com efeito, o Campeonato Mundial de 1972 e o match dos candidatos contra Karpov em 1974 assinalaram o início de uma fase descendente da carreira de Spassky. Spassky casou-se com uma francesa na década de 1970, adquirindo a nacionalidade francesa em 1978.

Em 1992 Fischer, após um afastamento de 20 anos do xadrez, reapareceu para jogar contra Spassky em Belgrado e Montenegro, reeditando o Campeonato Mundial de 1972. Na altura, Boris Spassky ocupava a 106ª posição no ranking da FIDE, enquanto Fischer, devido à sua inactividade durante 20 anos, nem aparecia na lista. Este match foi basicamente o último grande desafio de Boris, infelizmente problemas de saúde não lhe permitiram apresentar um desempenho credível, exceptuando em algumas partidas – o resultado foi +5 -10 =15.

Referências[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]