Brian Wilson

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde novembro de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Brian Wilson
Brian Wilson.jpg
Brian Wilson e sua banda de apoio
Informação geral
Nome completo Brian Douglas Wilson
Nascimento 20 de Junho de 1942 (71 anos) Hawthorne, California
Gênero(s) Surf Rock, Rock, Pop barroco, Sunshine pop, Art rock.
Instrumento(s) Baixo, Vocais, Piano, Sintetizadores
Período em atividade 1961 - atualmente
Outras ocupações Compositor, Baixista, Pianista, Vocalista, Arranjador
Gravadora(s) Capitol Records, Brother, Reprise, Caribou, Disney Records
Afiliação(ões) The Beach Boys
Página oficial http://www.brianwilson.com

Brian Douglas Wilson (20 de junho de 1942, Hawthorne, Califórnia) é um músico dos Estados Unidos.

Ele foi o fundador, em 1961, dos Beach Boys. Foi o principal compositor americano na década de 1960 e um dos músicos mais criativos da música popular do século XX. Junto com os seus irmãos Dennis e Carl Wilson, o primo Mike Love e o amigo Alan Jardine, interpretou músicas que fazem parte do manual do rock.

Sua vida foi bastante conturbada. Teve uma infância problemática, repressiva por parte do pai Murry Wilson. Sofria com surras e procurou refúgio na música. Era apaixonado por jazz e The Four Freshmen, enquanto seu irmão mais novo Carl era aficcionado pela guitarra de Chuck Berry. Dennis Wilson, irmão do meio, surfava nas praias californianas e arranhava na bateria no início, enquanto seu primo Mike Love cantava no coral da igreja. Esta seria a espinha dorsal dos Beach Boys.

As primeiras composições de Brian surgiram depois que Dennis descreveu-lhe a sensação de como era pegar ondas (curiosamente, Brian nunca surfou) e falavam apenas de carros, corridas de carros e, de surfe e praia. Depois veio a fase das músicas de garotas. "I Get Around", a primeira música dos BB's a atingir o topo das paradas norte-americanas, foi, segundo o próprio Brian, o ponto de transição das composições despretensiosas e adolescentes para um trabalho mais rico harmornicamente, mais complexo e mais artístico, apesar do reconhecimento musical dos primeiros discos da banda.

A maturidade harmônica e musical de Brian começou a ser notada em músicas como "California Girls", "Help me Rhonda", além das canções dos álbuns "Today!" e "Summer Days (and Summer Nights)". Depois de ouvir o "Rubber Soul", dos Beatles, Brian decidiu compor um álbum bom do início ao fim, como ele achou que o "Rubber Soul" era. A partir de então, começou um projeto audacioso, que contaria com a participação dos melhores músicos de Los Angeles e com a parceria de Tony Asher pondo letras em algumas das canções feitas por Brian, além de vocais que mais pareciam de anjos, como era o do Beach Boys.

Lançado em 16 de maio de 1966, o "Pet Sounds" é um marco na história da música pop contemporânea. Inovador, está à frente de seu tempo e é, sempre que são feitas listas dos melhores álbuns de todos os tempos, colocado como tal. A revista MOJO, em 1995, classificou o "Pet Sounds" como o melhor álbum de todos os tempos. A revista "Rolling Stone", em 2004, o classificou como o 2ª melhor álbum de todos os tempos, depois do Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band, dos Beatles.

Lendas e mitos[editar | editar código-fonte]

Muitas lendas surgiram em torno de 1967. Uma delas é a de que Brian, após ouvir Strawberry Fields Forever e Sgt.Peppers, abandonou o Smile, sendo até a causa do agravamento de sua saúde mental ficando por anos na cama. Mas o fator principal é que Brian Wilson já tinha nascido com o problema da esquizofrenia, diagnosticado anos depois.

Brian já havia composto todas as partes do Smile, quando os Beach Boys estavam na turnê Pet Sounds. Suas gravações já haviam começado em 1966. Foi nesse período que a doença começou a se agravar, com abuso de drogas como LSD, não lembrando mais como juntar as partes compostas antes.

As gravações começaram a se estender durante 1966 e até 1967, além da pressão da gravadora pelo fato do Pet Sounds não ter tido um sucesso na América. Por outro lado, alguns integrantes dos Beach Boys tinham o receio da não aceitação comercial de Smile. Em 1967 Brian começa a abandonar o projeto.

Os Beach Boys lançam Smiley Smile como uma sobra e regravação mais simplificada dos originais, mais umas faixas inéditas. Apesar de não ter uma boa reputação, o Smiley Smile se tornou um dos mais respeitados do catálogo da banda.

Em 1983, morre Dennis, seu irmão do meio, o que o deixa profundamente abalado. Seus problemas mentais agravados no fim dos anos 1960 perduraram até meados dos anos 80. Recuperou-se e, em 2004, retomou a carreira, lançando o álbum Smile. Em 2008, lançou o disco "That Lucky Old Sun", em seu retorno à Capitol Records, com o álbum aclamado pela crítica como um dos melhores do ano.

Superação[editar | editar código-fonte]

Foi classificado o 49º maior genio vivo do mundo pela empresa Syntetics (Lista dos 100 maiores gênios vivos).

Brian concluiu e lançou o Smile em 2004.

Em sua carreira solo, lançou mais de dez álbuns.

Discografia[editar | editar código-fonte]

  • Brian Wilson (12 de Julho 1988)
  • I Just Wasn't Made for These Times (15 de agosto 1995)
  • Orange Crate Art (with Van Dyke Parks) (24 de outubro 1995)
  • Imagination (16 de junho 1998)
  • Live at the Roxy Theatre (Junho 2000)
  • Pet Sounds Live (11 de junho 2002)
  • Gettin' In Over My Head (22 de junho 2004)
  • Smile (28 de setembro 2004)
  • What I Really Want for Christmas (18 de outubro 2005)
  • That Lucky Old Sun (2 de setembro 2008)
  • Reimagines Gershwin (17 de agosto 2010)
  • In The Key Of Disney (25 de outubro 2011)