Christine Daaé

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Christine Daaé
Personagem de Le Fantôme de l'Opéra
Mary Philbin (à direita) como Christine Daaé na adaptação cinematográfica de 1925.
Morada Paris,  França
Nascimento Uppsala,  Suécia
Falecimento Paris,  França
Sexo Feminino
Actividade(s) Cantora lírica
Especialidade(s) Canto lírico
Família Gustave Daaé (pai)
Madame Valérius (mãe adotiva)
Raoul de Chagny (esposo)
Amigo(s) Erik, o Fantasma da Ópera
Criado por Gaston Leroux
Projecto Literatura  · Portal Literatura

Christine Daaé é uma personagem fictícia do romance O Fantasma da Ópera, de Gaston Leroux.

Artista de origem humilde, ganhava a vida cantando junto com seu pai, um violinista, nas ruas da Suécia (seu país natal). Mudam-se para a França junto com o sr. Valérius, uma espécie de protetor dos dois.

Cantora talentosa na infância, Christine perde o interesse pela música após a morte do pai, já na adolescência. Mas ainda mantém um pouco de seu talento natural, e consegue entrar no conservatório em Paris, mas não tem muito progresso nos estudos. Seu entusiasmo voltou ao escutar uma voz em seu camarim, a qual ela acredita ser do Anjo da Música, que seu pai dizia que mandaria para ela quando morresse. O Anjo, na verdade, era Erik, gênio deformado que vive nos porões da Ópera, que se apaixona por Christine e só encontra essa maneira de se aproximar dela. Ele lhe dá aulas de canto e, em três meses, ela torna-se uma soprano excepcional.

Christine ama desde a adolescência o visconde Raoul de Chagny, a quem reencontra na Ópera. Erik decide então se mostrar para ela, e a leva para sua casa no subterrâneo. Christine sente os mais variados sentimentos em relação a Erik, mas o que mais cresce é o de horror, graças a obsessão que se tornou o amor dele para com ela.


No filme O Fantasma da Ópera, de 2004, a personagem é interpretada por Emmy Rossum, e nos palcos do Brasil, por Kiara Sasso e Sara Sarres.

Ícone de esboço Este artigo sobre literatura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.