Quadra Natalícia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Ciclo do Natal)
Ir para: navegação, pesquisa

O Quadra Natalícia é uma das temporadas do ano litúrgico na maioria das igrejas cristãs. Normalmente é definido (com leves variações) como o período compreendido entre o dia de Natal até a noite de 5 de Janeiro, o dia anterior ao início da Epifania.[1] [2] Este período também é comumente conhecido como os doze dias de natal, como referido na cantiga de Natal de mesmo nome, ou então Yuletide, como em "Deck the Halls", uma cantiga de origem sueca. Durante a temporada vários festivais são tradicionalmente realizados com decorações natalinas nos edifícios, mas em alguns países há a superstição de que deixar a decoração após a décima segunda noite traz azar.

Cristianismo Ocidental[editar | editar código-fonte]

Na Igreja Católica Romana, o Ciclo se inicia com a Vigília de Natal[3] e dura até o festival de Batismo do Senhor, que cai no Domingo após a Epifania (em 13 de Janeiro no calendário pré-Vaticano II e, em alguns círculos católicos mais tradicionais, a época de Natal foi formalmente estendida até 2 de Fevereiro, o festival de Apresentação do Senhor, também conhecido com o Purificação da Virgem, ou ainda festa da Candelária.

A novena de Natal inicia-se dia 16 de dezembro e vai até a véspera (24 de dezembro). A solenidade do Natal prolonga-se por oito dias após o dia 25, inclusive: é a Oitava do Natal. Na Igreja Anglicana, o ciclo do Natal começa com a Oração da Noite na véspera de Natal e termina antes da Oração da Noite na véspera da Epifania (que pode ser celebrada em 6 de Janeiro ou no Domingo entre 2 e 8 de Janeiro).

Cristianismo Oriental[editar | editar código-fonte]

Na Igreja Ortodoxa, a festa da Natividade começa no dia 20 de Dezembro. Começando nesse dia, muito dos hinos cantados durante as horas canônicas da Grande Festa da Natividade, e os altares e a decoração das igrejas são modificados de acordo com cores festivas. O atual Dia da Festa se inicia nas Vésperas da vigília, na noite de 24 de Dezembro, e continua até 31 de Dezembro, que é a Apódosis (conclusão) da festa.[4] O dia seguinte, 1° de Janeiro é uma combinação de Festa da Circuncisão e o Dia da Festa de São Basílio. 1 de Janeiro também é o início da Teofania (Epifania), que continua até 5 de Janeiro, que é a noite de Teofania.

O período de 25 de Dezembro até dia 4 de Janeiro é um período livre de Jejum, ou seja, o jejum não é obrigatório, mesmo nos dias normais de jejum de Quarta-feira e Sexta-feira. O Domingo após a Natividade é o dia de festa que comemora Rei David e São José; caso não haja Domingo entre 25 de Dezembro e 1° de Janeiro, a festa é movida para 26 de Dezembro, onde é combinada com a Synaxis do Theotokos. O domingo anterior à Teofania é marcado com epístola especial e leitura dos Evangelhos; já noite de Teofania, dia 5 de Janeiro, é de jejum estrito, e oração em preparação para a festa de Teofania em 6 de Janeiro, e sua Apodosis é em 14 de Janeiro, cujo Domingo, igualmente, é marcado por epístolas especiais e leituras evangélicas.

Referências

  1. Christmastide Holy Trinity (German) Catholic Church.
  2. The Schema of Christmastide Holy Trinity (German) Catholic Church.
  3. Ano Litúrgico "C" — A Estrutura do Ano Litúrgico. Visitado em 24 de Janeiro de 2008.
  4. As Doze Grandes Festas Litúrgicas do Calendário Bizantino ECCLESIA - A Igreja Ortodoxa no Brasil e no Mundo. Visitado em 24 de Janeiro de 2008.