Feira do Livro de Frankfurt

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Feira do Livro de Frankfurt (2005)

A Feira do Livro de Frankfurt (em alemão: Frankfurter Buchmesse) é maior encontro mundial do setor editorial, A Feira do Livro de Frankfurt tem uma tradição que se estende ao longo de mais de 500 anos. Logo após Johannes Gutenberg desenvolveu a impressão em letras móveis em Mainz, perto de Frankfurt, a primeira feira do livro foi realizada por livreiros locais. Até o final do século 17, foi a mais importante feira do livro na Europa. Como consequência da evolução política e cultural, foi eclipsada pela Feira do Livro de Leipzig durante o Iluminismo. Após a Segunda Guerra Mundial, a primeira feira do livro foi realizada novamente em 1949, na Igreja de St. Paul. Desde então, ele recuperou sua posição preeminente em Frankfurt am Main (Alemanha) e atraindo anualmente mais de 7.000 expositores e 280.000 visitantes. O evento é promovido pela Börsenverein des Deutschen Buchhandels (em português: Associação do Comércio de Livro Alemão).

Durante a Feira do Livro de Frankfurt é entregue o Friedenspreis des Deutschen Buchhandels (em português: Prêmio da Paz do Comércio de Livro Alemão), um prêmio da paz alemão com reputação internacional, e o Deutscher Jugendliteraturpreis, um prêmio tradicional que congratulará a melhor obra da Literatura infanto-juvenil alemã.

Desde 1988, um país é convidado para apresentar a literatura nacional. Em 1994, Brasil e a Literatura brasileira foi o centro de interesse. Em 1997, Portugal e a Literatura portuguesa foi o tema central da feira.

A presente edição da Feira do Livro de Frankfurt - 2013 terá novamente o Brasil como país homenageado.

Dentre as exposições previstas, destacam-se: exposição na Frankfurter Kunstverein, em Hessen, com o tema “Relatos de resistência”; exposição no Museu Judaico de Frankfurt, com o tema “Vida judia na Argentina: a força de sua presença”; exposição na Casa das Culturas do Mundo, em Berlim, com o tema “Literatura de vanguarda”; exposição no Museu de Artes Decorativas, em Frankfurt, com o tema “Visão argentina: design moderno”; exposição no Museu Etnológico, em Berlim, com o tema “Da Bauhaus ao Gran Chaco”; exposição na Paulskirche, (palco histórico da primeira assembleia constituinte alemã, realizada em 1848) com o tema “Memória e direitos humanos”; e exposição na Akademie der Kuenste, em Berlim, com o tema “Imagens: entre a realidade e a utopia, a arte argentina entre 1810 e 2010”

Estão previstos ainda diversos outros eventos, tais como: ciclo de leituras com autores argentinos; oficinas de tradução; ciclo de debates e mesas-redondas; ciclos de cinema; semana de debates sobre a literatura argentina; e noite de gala na Alte Oper.

Recentemente, o Brasil obteve a distinção de ser escolhido como país convidado de honra da edição de 2013 da Feira do Livro de Frankfurt. O anúncio da auspiciosa escolha obteve enorme repercussão, tanto na imprensa nacional quanto na imprensa internacional.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Categoria no Commons

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre a Alemanha é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.