Hassan II de Marrocos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Arrows-move.svg
Em 21 de junho de 2014 foi proposta a renomeação deste artigo para Haçane II de Marrocos. Se não concorda, use a página de discussão.
Obs.: forma presente em dicionário de arabismos
Wiki letter w.svg
Por favor, melhore este artigo ou secção, expandindo-o(a). Mais informações podem ser encontradas na página de discussão. Considere também a possibilidade de traduzir o texto das interwikis.
Hassan II de Marrocos
DF-SC-83-08526.jpg
Governo
Reinado 26 de fevereiro de 1961
23 de julho de 1999
Antecessor Maomé V de Marrocos
Sucessor Maomé VI de Marrocos
Dinastia Dinastia Alaoui
Vida
Nascimento 9 de julho de 1929
Rabat, Marrocos
Morte 23 de setembro de 1999 (70 anos)
Rabat, Marrocos
Sepultamento Mausoléu de Mohammed V, Rabat, Marrocos
Esposas Lalla Latifa Hammou
Lalla Fatima bint Qaid Amhourok
Pai Maomé V de Marrocos
Mãe Lalla Abla bint Tahar

Haçane II ou Hassan II GColSEGColIH (Rabat, 9 de julho de 1929 — Rabat 23 de julho de 1999) foi rei de Marrocos de 1961 a 1999. Era filho de Maomé V, primeiro rei do Marrocos independente da França.

Em seu reinado, ocorreram em 1963 as primeiras eleições para a Câmara dos Representantes (parte do Parlamento marroquino, que é bicameral). Manifestações estudantis e de desempregados, em 1965, serviram de pretexto para a dissolução e o rei Hassan II passou a governar com poderes ditatoriais. De 1970 a 1984, os partidos leais ao rei garantiram o seu poder, conquistando a maioria no Parlamento. Sofreu uma tentativa de golpe de estado em 1971 e outra em 1972.[1] Enfrentou a Frente Polisário ao ocupar a ex-colônia espanhola do Saara Ocidental, num conflito até hoje não resolvido. Da mesma forma teve que enfrentar o avanço de grupos fundamentalistas islâmicos. Desde a década de 1980 a oposição a seu governo crescia, o que fez que em 1998 convocasse o líder da oposição vitoriosa nas eleições parlamentares Abderrahman el-Youssoufi, para chefiar o governo como primeiro-ministro.

A 26 de Março de 1993 recebeu o Grande-Colar da Ordem do Infante D. Henrique e a 29 de Novembro de 1993 foi agraciado com o Grande-Colar da Ordem Militar de Sant'Iago da Espada.[2]

Faleceu em 1999 de um enfarte, aos 70 anos.

Precedido por
Maomé V
Rei de Marrocos
19611999
Sucedido por
Maomé VI

Referências

  1. Sobre os golpes, vale uma autobiografia de quem viveu aqueles momentos: FOTOUSSI, Michèle, Eu, Malika Oufkir, prisioneira do rei, São Paulo, Companhia das Letras, 2000.
  2. http://www.ordens.presidencia.pt/
Ícone de esboço Este artigo sobre reis é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.