Abdelaziz Bouteflika

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Abdelaziz Bouteflika
Abdelaziz Bouteflika
Presidente da  Argélia
Mandato 27 de abril de 1999 - atualidade
Antecessor(a) Liamine Zéroual
Vida
Nascimento 2 de Março de 1937 (77 anos)
Oujda, Marrocos
Dados pessoais
Primeira-dama Amal Triki
Partido Rassemblement National Démocratique - RND
Profissão político

Abdelaziz Bouteflika, em árabe عبد العزيز بوتفليقة GColIH (Ouja, Marrocos, 2 de março de 1937) é o presidente da Argélia desde 1999.

Foi um dos líderes da Guerra de Independência da Argélia, e tornou-se ministro da Juventude e dos Esportes da Argélia independente em 1962. No ano seguinte se tornou Ministro das Relações Exteriores, e membro da Assembléia Legislativa. Durante seu mandato a Argélia destacou-se no cenário internacional, sendo líder do Movimento dos países não alinhados. Tal grupo recusava-se a fazer parte do campo capitalista estado-unidense ou do bloco comunista soviético. Renunciou ao cargo de chanceler em 1979 depois de não ser eleito o sucessor do presidente Houari Boumédiène.

De 1981 a 1987 ficou exilado devido a alegações de corrupção geradas por seus adversários políticos, mas retornou ao país depois que o caso foi arquivado. Em 1988, após assinar um documento de protesto contra o uso da força pelo governo argelino, saiu do cenário político.

Em 1999 concorreu à presidência e foi eleito como um candidato independente, com 74% dos votos, segundo números oficiais. Todos os outros candidatos haviam desistido da eleição, alegando problemas de fraude. Após sua vitória, Bouteflika organizou um referendo sobre suas propostas para restaurar a paz e a segurança nacionais e testar a sua popularidade após a sua contestada eleição, e venceu o referendo com 81% dos votos.

A 14 de Janeiro de 2003 foi agraciado com o Grande-Colar da Ordem do Infante D. Henrique.

Em 8 de abril de 2004, foi reeleito com 85% dos votos em uma eleição elogiada pelos observadores internacionais como um exemplo de democracia no mundo árabe, apesar da contestação de seu rival e antigo primeiro-ministro Ali Benflis.

Em 29 de setembro de 2005, mais de 18 milhões de eleitores foram chamados a se pronunciar sobre um projeto presidencial pela "paz e reconciliação nacional", que tenta por fim à crise e às violências políticas que fizeram desde 1992 mais de 150 mil mortos e milhares de desaparecidos. Os dois principais partidos de oposição pediram um boicote ao referendo. No total, 97,36% dos eleitores votaram a favor do "sim", apoiando o projeto do presidente.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • El Mouradia (Presidência da República - em francês)
Precedido por
Liamine Zéroual
Presidente da Argélia
1999 - atualidade
Sucedido por
em exercício