José Peseiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
José Peseiro
JosePeseiro.jpg
Informações pessoais
Nome completo José Vitor dos Santos Peseiro
Data de nasc. 4 de abril de 1960 (54 anos)
Local de nasc. Coruche,  Portugal
Informações profissionais
Posição Treinador
Times que treinou
1995-1996
1996-1999
1999-2003
2003-2004
2004-2006
2006-2007
2007-2008
2008
2009-2011
2012–2013
Portugal U. Montemor
Portugal Oriental
Portugal Nacional
Espanha Real Madrid (adjunto)
Portugal Sporting
Arábia Saudita Al-Hilal
Grécia Panathinaikos
RoméniaRapid Bucureşti
Flag of Saudi Arabia.svg Arábia Saudita
Portugal Braga

José Vítor dos Santos Peseiro (Coruche, 4 de abril de 1960) é um treinador de futebol português.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Começou a sua carreira como treinador do União de Santarém no ano de 1992, o qual viria a abandonar em 1994 após ter ganho o Campeonato Nacional da 3ª Divisão, nesse mesmo ano, para ingressar no U. Montemor. Em 1996, deixa Montemor para vir treinar um histórico da cidade de Lisboa, o Oriental, no qual permanece dois anos até se transferir para a Madeira para treinar o Nacional local. É no Nacional que começa a dar nas vistas, apresentando uma filosofia de jogo moderna e pouco vista em Portugal, que viria a ter resultados em 2000 ao conquistar o Campeonato Nacional da 2B, e em 2002 com o 3º lugar na segunda liga que permitiu a ascensão do clube ao principal escalão do futebol profissional português.

Na época de 2003/2004 José Peseiro, assume o cargo de treinador-adjunto no Real Madrid, ao lado de Carlos Queirós, técnico principal. Esta aventura não foi bem sucedida, tendo durado apenas um ano: José Peseiro foi despedido, devido aos fracos resultados desportivos da equipa.

Em 2004 José Peseiro regressa ao cargo de treinador principal em Portugal, num outro histórico europeu, o Sporting Clube de Portugal. Rotulado como um treinador da nova geração, sendo José Mourinho o "pai" dessa geração, Peseiro demonstrou-se ambicioso em conseguir grandes conquistas com o seu novo clube, o que, pese embora tenha atingido a final da taça UEFA, não viria a acontecer.

O início da época seguinte foi pouco menos que catastrófico, perdendo a qualificação para a Liga dos Campeões contra a Udinese. Ainda que o campeonato não tenha começado mal para o Sporting, uma primeira derrota contra o Nacional, a que se seguiu uma vitória sofrida contra o Vitória de Setúbal, antecipava uma série de desaires que culminariam com a demissão de José Peseiro. Embora este tivesse prometido melhorias em relação ao encontro frente ao Vitória, o Sporting voltaria às derrotas no jogo seguinte, em casa, contra o Halmstads BK, ficando então arredado da Taça UEFA e das competições europeias nessa época. Seguiram-se mais duas derrotas, contra o Paços de Ferreira, recém promovido à Primeira Liga, e contra a Académica de Coimbra, empurrando o Sporting para um invulgar 7º lugar. A 18 de Outubro de 2005, dois dias depois, sem outra opção face ao desagrado claramente demonstrado pelos adeptos, o presidente António Dias da Cunha aceita a demissão do treinador.

Em 5 de junho de 2007 assume o cargo de treinador do Panathinaikos. Na apresentação, prometeu títulos à frente de uma grande equipa europeia, porém perante não ter conseguido alcançar qualquer título, demitiu-se a 14 de Maio de 2008.

A 3 de junho de 2008 foi apresentado como treinador do Rapid Bucureşti,[1] tendo, a 2 de Outubro, do mesmo ano, sido despedido do comando técnico da equipa.[2]

Em fevereiro de 2009 e após a demissão de Nasser Al-Johar do comando da Arábia Saudita,[3] Peseiro foi anunciado como o novo treinador,[4] apesar de ter chegado a já com a fase de qualificação para o mundial 2010 em andamento,numa selecção que estava longe dos lugares qualificação,Peseiro conseguiu o 2º lugar,que dá acesso ao play off. No play off, jogou com o Barém. Na 1ª mão empatou fora a 0-0, na 2ª,apesar da superioridade de jogo apresentado pela Arábia e apesar da vantagem de 2 golos que teve durante uma boa parte da partida, o Barém marcou a meio da 2ª parte e no último segundo de jogo,quando os adeptos já festejavam o apuramento da Arábia, o Barém marca,resultado final empate a 2, Barém qualifica-se para a última eliminatória de play off,onde vai jogar com a Nova Zelândia.

Em junho de 2012 foi anunciado como novo treinador do Sporting Clube de Braga.[5] Nessa época seria fundamental no apuramento do FC Paços de Ferreira para a Liga dos Campeões da UEFA. A 29 de Maio de 2013, José Peseiro e o SC Braga acordaram a rescisão amigável de contrato, motivada pela insatisfação pelo 4º lugar final na Liga e consequente não apuramento da equipa para a Liga dos Campeões da UEFA de 2013–14, apesar da conquista da Taça da Liga a 13 de abril de 2013.[6]

Referências

  1. Jose Vitor Peseiro este noul antrenor al Rapidului! (em romeno) Fcrapid.ro (3 de Junho de 2008).
  2. Peseiro a fost suspendat din functie (em romeno) Fcrapid.ro (2 de Outubro de 2008).
  3. Saudi coach Al Johar quits (em inglês) The-afc.com (15 de Fevereiro de 2009).
  4. Saudis turn to Peseiro (em inglês) Federação Internacional de Futebol (17 de Fevereiro de 2009).
  5. Peseiro põe Braga na luta pelo título Rádio e Televisão de Portugal (8 de junho de 2012).
  6. Sp. Braga oficializa rescisão com José Peseiro Sol (29 de maio de 2013). Página visitada em 31 de Maio de 2013.
Ícone de esboço Este artigo sobre um treinador de futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.