Mastim dos Pirenéus

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mastim dos Pirenéus
Nome original Mastín del Pirineo
Outros nomes Mastin d'Argon
País de origem  Espanha
Características
Classificação e padrões
Federação Cinológica Internacional
Grupo 2
Seção 2 - Cães de tipo pinscher e schnauzer, molossoides, cães montanheses e boieiros suíços - molossóides tipo montanha
Estalão #92 - 26 de maio de 1982

A mastim dos Pirenéus[Nota] (em espanhol: Mastín del Pirineo), também conhecida como mastin d'Argon, é uma raça descendente direta dos matins brancos e mastins espanhóis de pêlo claro. Usados para guardar os rebanhos, usavam coleiras grossas com pontas de ferro para se protegerem dos lobos. Ao longo dos anos, os cruzamentos seletivos transformaram estes cães, que podem atingir os 75 kg, em animais de companhia para donos experientes no trato com cães, apesar do adestramento ser dito difícil.[1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Fogle (2009), pág 253

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui multimídias sobre Mastim dos Pirenéus
Wikipedia lexikon2.jpg   Nota linguística: Na busca pela padronização de uma nomenclatura^ e para adequar a grafia da Wikipédia às normas do português, os nomes das raças - alguns mantidos no original (Fogle (2009)) - estão grafados em iniciais minúsculas, como também visto em dicionário de Cinologia. Todavia, as entidades cinófilas - CBKC do Brasil, CPC de Portugal e FCI - possuem o padrão adotado em maiúsculas, assim como a Enciclopédia Conhecer (vol. II, p. 414).


Ícone de esboço Este artigo sobre cães, integrado ao Projeto Cães é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.