Dogo argentino

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Dogo argentino
País de origem  Argentina
Características
Classificação e padrões
Federação Cinológica Internacional
Grupo 2
Seção 1 - Cães de tipo Pinscher e Schnauzer, Molossóides e Cães de Montanha, e Boiadeiros Suiços - Molossóides
Estalão #292 - 29 de janeiro de 1999

O dogo argentino[Nota] é uma raça canina oriunda da Argentina. Ao que tudo indica, a origem desta raça é recente e está documentada. Segundo estudos, ela é o resultado dos esforços de dois irmãos, António e Augustin Nores Martinez, que desejavam um cão imbatível nas arenas de brigas e eficiente nas caçadas a pumas e javalis. Os irmãos usaram bracos destemidos, chamados viejo perro de Pelea Cordobés, dogues alemães, buldogues ingleses, bull terriers, mastins dos Pirenéus, pointers ingleses e galgos irlandeses, todos no intúito de acrescentar características particulares, como peso e tamanho, resistência, insensibilidade à dor, inteligência, vivacidade, melhor olfato e adaptação a todos os tipos de climas, melhor mandíbula e potência. Por anos, os Martinez cruzaram estes cães até que em 1928, finalmente atingiram o padrão desejado. Popular em sua terra natal, ficou conhecido como excelente animal de caça, principalmente por ter herdado dos pointers a habilidade de farejar o ar e surpreender os pumas, que andavam em círculos e se escondiam nas árvores. Posteriormente, foi adotado como cão policial, guarda e até mesmo guia.[1]

Referências

  1. Dogo argentino Dog Times. Página visitada em 9 de novembro de 2011.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Dogo argentino
Ícone de esboço Este artigo sobre cães, integrado ao Projeto Cães é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.