Matilde de Inglaterra, duquesa da Saxônia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde julho de 2014). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Matilde de Inglaterra
Duquesa Consorte da Saxônia
Reinado 1168 - 1180
Predecessor Clemência de Zähringen
Sucessor Judite da Polônia
Duquesa Consorte da Baviera
Reinado 1168 - 1180
Predecessor Clemência de Zähringen
Sucessor Inês de Loon
Cônjuge Henrique, o Leão
Descendência
Richenza
Henrique V, conde palatino do Reno
Lotário da Baviera
Oto IV, imperador do Sacro Império Romano-Germânico
Guilherme de Winchester, lorde de Luneburgo
Casa Casa de Plantageneta (por casamento)
Casa de Welf (por casamento)
Pai Henrique II de Inglaterra
Mãe Leonor da Aquitânia
Nascimento junho de 1156
Castelo de Windsor, Berkshire
Morte 28 de junho de 1189
Brunswick, Baixa Saxônia, Alemanha
Enterro Catedral de Brunswick, Baixa Saxônia, Alemanha
O sarcófago de Matilde e Henrique, Duque da Saxônia e da Baviera.

Matilde de Inglaterra ou Maud (Castelo de Widsor, junho de 1156 - Brunswick, 28 de junho de 1189 [1] ) foi princesa da Inglaterra filha mais velha de Henrique II de Inglaterra e Leonor da Aquitânia, neta de Matilde I de Inglaterra. Nasceu em junho de 1156 no Castelo de Windsor, em Windsor, morreu em 28 de junho de 1189 (com idade entre 32-33) Brunswick, Baixa Saxônia.

Através de seu casamento com Henrique, o Leão, foi Duquesa da Saxônia e em seguida da Baviera.

Origem[editar | editar código-fonte]

Matilda era a meia-irmã por parte de mãe de Maria de França, condessa de Champagne e Alice de França. Henrique, o Jovem era seu irmão mais velho. Ela também era a irmã mais velha de Ricardo I de Inglaterra, Godofredo II da Bretanha, Leonor de Inglaterra, Joana de Inglaterra, rainha da Sicília e João de Inglaterra. Provavelmente ela foi chamada Matilde, por causa de sua avó paterna, Matilde de Inglaterra.

Casamento[editar | editar código-fonte]

Quando em 1165, Reinaldo de Dassel, Arcebispo de Colônia, chegou à corte inglesa para negociar um casamento para Matilde, houve um conflito com Roberto de Beaumont, 2.° Conde de Leicester que o acusou de ser aliado do Antipapa Vítor IV. O plano original de arranjar uma união entra a filha de Henrique II e o filho de Frederico II, Sacro Imperador Romano-Germânico foi abandonado, levando Matilde a deixar o seu país em setembro de 1167 para casar-se com Henrique, o Leão.

Ela se casou com Henrique, o Leão, Duque da Saxônia e da Baviera, em 1 fevereiro de 1168 em Minden Catedral.Eles tiveram quatro filhos e uma filha:

  • Henrique V, Conde do Palatinado do Reno  (1173/1174 – 28 April 1227)
  • Guilherme de Winchester, lorde de Luneburgo (11 April 1184 – 12 December 1213)

Regência e exílio[editar | editar código-fonte]

Durante seu casamento, seu marido era um dos mais poderosos aliados do imperador Frederico I. Enquanto seu marido estava na Terra Santa em 1172 e 1173, a Duquesa controlava seus Estados abundantes. Como resultado de um conflito entre Henrique o imperador em 1174, o casal foi obrigado a se refugiar na Normandia,na corte de Henrique II, em 1182. Lá, na corte de Argentan, Matilde se tornou amiga do trovador Bertrando de Born, que a imortalizou em dois poemas de amor, a identificado como Elena ou Lena. Eles permaneceram na Normandia até 1185, quando puderam retornar para a Saxônia. Porém, em 1189, Frederico I ordenou novamente um exílio. Matilde continuou em Brunswick para defender os interesses do marido, tendo morrido três meses depois.

Ancestrais[editar | editar código-fonte]

Referências