McDonnell Douglas X-36

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
McDonnell Douglas X-36
Descrição
Fabricante McDonnell Douglas
Tripulação não tripulado
Dimensões
Comprimento 5,55 m
Envergadura 3,14 m
Altura 0,95 m
Propulsão
Motores Williams International F112 turbofan
Performance
Velocidade máxima 375 km/h
Alcance 560 km
Teto máximo 16.800 m

McDonnell Douglas X-36 foi um avião experimental da McDonnell Douglas.

Concepção e desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

X-36 3-view drawing.png

Desde o começo era planejada para ser uma aeronave sem as duas caudas superficiais que existe na maioria dos aviões, como também tinha vetorização por impulso (como o X-31), dois canards, um avançado sistema de fly-by-wire para estabiliza-la e não era tripulada, a imagem provinha de uma câmera instalada no nariz do avião para dar uma imagem em tempo real do voo e a mandava para uma estação na superfície.

Como os testes estavam sendo realizados durante a compra da McDonnell Douglas com a Boeing a aeronave é muitas vezes referida com Boeing X-31.

O primeiro dos dois aviões teve seu voo inaugural em 17 de maio de 1997, os resultados do programa ultrapassaram as metas das empresas envolvidas, mostrou-se uma grande capacidade para manobras, um dos requisitos dos aviões combatentes na USAF e no mundo, porem a velocidade máxima de 375 quilômetros por hora o deixa ser facilmente abatido, uma versão maior tripulada e com um motor mais potente que o levasse a velocidades supersônicas deveria ser criada para que se torna um verdadeiro caça. Atualmente não informações de uma aeronave semelhante em serviço.

Sobreviventes[editar | editar código-fonte]

Um X-36 esta sendo exibido no Museu Nacional da Força Aérea dos Estados Unidos, ele tendo chegado no museu em 16 de julho de 2003.

Ver também[editar | editar código-fonte]

  • X-29
  • X-31, outro avião experimental com vetorização por impulso.

Referências

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre McDonnell Douglas X-36