Octavio Fabricio Mossotti

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Octavio Fabricio Mossotti
Física, matemática
Nacionalidade Itália Italiano
Nascimento 18 de abril de 1791
Local Novara
Morte 20 de março de 1863 (71 anos)
Local Milão
Atividade
Campo(s) Física, matemática
Alma mater Universidade de Pavia
Tese 1811
Orientador(es) Vincenzo Brunacci
Orientado(s) Enrico Betti

Octavio Fabricio Mossotti (Novara, 18 de abril de 1791Milão, 20 de março de 1863) foi um físico, eletricista, astrônomo, climatólogo e tipógrafo italiano exilado da Itália por suas ideias liberais.

Estudioso da capilaridade e ressonância, foi catedrático da Universidade de Buenos Aires e instalou o observatório astronômico no Convento de Santo Domingo. Seu nome é associado com lentes multi-elementos corretoras de aberrações esféricas e croma, mas não aberrações cromáticas. A equação de Clausius-Mossotti é parcialmente devida a ele. Mossotti foi catedrático em física experimental em Buenos Aires, Argentina (1827) e ensinou a numerosos físicos argentinos seus conhecimentos empíricos a respeito de eletricidade e dielétricos, tornando-se personalidade influente nas tradicional neurociência argentino-germânica principalmente nas áreas associadas à eletricidade em tecido cerebral e relações entre fenômenos elétricos e memória.

Ele retornou à Itália, participou em ações militares mesmo já encontrando-se em idade avançada para à época - com mais de sessenta anos - e foi apontado como senador. Mossotti também foi influente nas concepções de Hendrik Lorentz acerca das forças fundamentais, bem como de mais de 5 mil estudantes de matemática [1]

Túmulo de Mossotti, em Pisa

Referências

  1. Conforme tradução do correspondente artigo presente na wikipedia anglófona conforme publicado "on 8 September 2010 at 14:37."

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) físico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.