Partido Socialista Revolucionário (Russo)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Cartaz eleitoral do Partido Socialista Revolucionário de 1917. Na legenda em vermelho se lê "партия соц-рев" (em russo), abreviação de Partido dos revolucionários socialistas. O banner tem o lema ("Na luta você conquista os seus direitos"), e o globo tem o slogan "земля и воля" ("Terra e Liberdade"), expressando a ideologia socialista agrária do partido

O Partido Socialista Revolucionário, ou Partido dos Socialistas Revolucionários (SRs), foi um grande partido político na Rússia do início do século XX e um tendo um papel importante na Revolução Russa.[1] Após a Revolução de Fevereiro de 1917 que dividia o poder com outras forças socialistas, liberais e democráticas dentro do Governo Provisório Russo.[1] Em novembro de 1917, ele foi o partido mais votado nas eleições democráticas realizadas, pela primeira vez na Rússia, para a Assembléia Constituinte Russa,[1] mas logo se dividiu e a facção remanescente deste partido que se manteve fiel a Alexander Kerensky foi derrotada e destruída pelos bolcheviques no curso da Guerra Civil Russa e na subsequente perseguição dos socialistas não pertencentes a facção bolchevique, entre eles os Mencheviques, Anarquistas e os Socialistas Revolucionários.[2]

História[editar | editar código-fonte]

Revolução Russa[editar | editar código-fonte]

A Revolução de Fevereiro permitiu que o Partido Socialista Revolucionário voltasse a ter um papel político ativo. Os líderes do partido, incluindo Chernov, foram capazes de voltar para a Rússia. Eles desempenharam um papel importante na formação e liderança dos soviéticos. Um de seus membros, Alexander Kerensky juntou-se ao Governo Provisório de março 1917 como Ministro da Justiça, tornando-se posteriormente o chefe de um governo na coalizão socialista-liberal em julho de 1917, apesar de sua ligação com o partido ser bastante tênue.[3]

Após a queda da primeira coalizão, em Abril-Maio de 1917 e a reorganização do Governo Provisório, o partido teve um papel maior. O funcionário do governo chave na época era Victor Chernov que se juntou ao governo como ministro da Agricultura.[3] Ele também tentou desempenhar um papel maior, particularmente em assuntos externos, mas logo encontrou-se marginalizado e suas propostas de reforma agrária de longo alcance foram bloqueadas por membros mais conservadores do governo.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c Archie Brown. "The rise and fall of Communism" (em inglês). London: Vintage Book, 2010. Capítulo: 3. p. 51. ISBN 9781845950675
  2. Anne Applebaum. "Gulag – A History" (em inglês). London: Penguin Books Ltd, 2003. Capítulo: Introdução e primeiro. p. 37 e 43. ISBN 13:978-0-14-028310-5
  3. a b Vladimir Brovkin. "The Bolsheviks in the Russiamn Society" (em inglês). London: Yale University, 1997. Capítulo: 3. p. 14 e 51. ISBN 300 06706 2