Penha (Santa Catarina)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Penha
Bandeira de Penha
Brasão de Penha
Bandeira Brasão
Hino
Fundação 19 de julho de 1958
Gentílico penhense
Lema Capital catarinense do turismo temático
Prefeito(a) Evandro Eredes dos Navegantes (PSDB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Penha
Localização de Penha em Santa Catarina
Penha está localizado em: Brasil
Penha
Localização de Penha no Brasil
26° 46' 08" S 48° 38' 45" O26° 46' 08" S 48° 38' 45" O
Unidade federativa  Santa Catarina
Mesorregião Vale do Itajaí IBGE/2008[1]
Microrregião Itajaí IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Navegantes e Piçarras
Distância até a capital 87 km
Características geográficas
Área 58,783 km² [2]
População 25 140 hab. Censo IBGE/2010[3]
Densidade 427,67 hab./km²
Altitude 20 m
Clima subtropical
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,791 alto PNUD/2000[4]
PIB R$ 224 485,436 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 10 272,52 IBGE/2008[5]
Página oficial

Penha é um município brasileiro do estado de Santa Catarina. Localiza-se a uma latitude 26º46'10" sul e a uma longitude 48º38'45" oeste, estando a uma altitude de 20 metros. Sua população em 2011 era de 25.714 (estimativa - IBGE).

Possui uma área de 58,783 km².

Na região que deu origem aos índios Carijós, o início do povoado foi a construção da Capela de São João Batista, em 1759, na localidade chamada de Itapocoroy (derivado de "Itapocorá", que em guarani significa "parecido com um muro de pedra").

A cidade possui o título de "Capital Nacional do Marisco", sendo nacionalmente conhecida por abrigar o famoso parque temático Beto Carrero World.

História[editar | editar código-fonte]

A região de Penha teve a colonização iniciada no século XVIII, invadida pelos espanhóis da Ilha de Santa Catarina (Florianópolis), por pescadores portugueses - a maior parte deles açorianos - fugindo dos invasores e que procuravam novos locais para a caça e beneficiamento de baleias. A Armação do Itapocoroy tornou-se então sede na época, de uma das maiores armações baleeiras do sul do Brasil.

A comunidade de Itapocoroy, por ter "status" de armação baleeira e sendo, portanto, um empreendimento particular, não pode ser elevada à freguesia durante o período em funcionamento como empreendimento empresarial.

Igreja matriz na praça principal de Penha.

Uma nova comunidade, criada a seis quilômetros da Armação por moradores deslocados de núcleos de Itapocoroy, teve progresso suficiente para se elevada à categoria de freguesia em 23 de março de 1839, com o nome de Freguesia de Nossa Senhora da Penha do Itapocoróy. No século XIX a caça da baleia entrou em crise e foi substituída pela pesca artesanal e comércio rudimentar como subsistência.

Nesse momento, Penha assume definitivamente a liderança como sede da comunidade.

Em 1860 a designação de Penha, era distrito da cidade de Itajaí.

Em 21 de junho de 1958 foi elevada à categoria de município, efetivamente instalado em 19 de julho do mesmo ano.

Os primeiros dados populacionais são de 1840, quando tinha 1.640 habitantes e no século passado, em 1920 tinha 4.830 habitantes.

Seu desenvolvimento turístico teve início na década de 1970 e hoje sua população gira em torno de 25 mil habitantes, chegando a passar dos 120 mil durante a temporada de verão.[carece de fontes?] Uma nova fase do município começou a ser vivida com a instalação do Beto Carrero World - segundo maior parque temático do mundo.

Penha, em expansão, vê surgir uma infra-estrutura na parte de hotelaria e gastronômica, enquanto cresce também a maricultura - cultivo de mariscos. Com isso, Penha ganhou o título de "capital nacional" do marisco.

População[editar | editar código-fonte]

A cidade possui pouco mais de 20 mil habitantes, sendo a maioria descendente de Portugueses Açorianos.

Subdivisões[editar | editar código-fonte]

Bairros[editar | editar código-fonte]

Possui 7 Bairros:

  • Santa Lídia
  • São Cristóvão
  • São Nicolau
  • Praia de Armação do Itapocorói
  • Centro
  • Nossa Senhora de Fátima

Praias[editar | editar código-fonte]

O Balneário possui cerca de 19 praias e 31 quilômetros de orla marítima.

As principais praias são:

Região Central:

Praia Alegre

Praia da Saudade

Praia Bacia da Vovó

Praia da Lola

Praia do Bananal

Praia do Quilombo

Região da Praia de Armação:

Praia de Armação

Praia de Fortaleza

Praia do Manguinho

Praia do Trapiche

Praia da Cancela

Região da Praia Grande:

Praia da Paciência

Praia Grande

Praia do Poá

Praia Ponta da Vigia

Região Praia de São Miguel:

Praia Vermelha

Praia do Lucas

Praia do Monge

Praia de São Miguel

Hospedagem[editar | editar código-fonte]

A cidade possui cerca de 2 mil leitos e mais de 40 hotéis e pousadas.

Gastronomia[editar | editar código-fonte]

Penha tem 35 restaurantes e dezenas de bares e lanchonetes para todos os gostos, desde marisco (prato típico da região) até pizzarias.

Principais Avenidas[editar | editar código-fonte]

Os principais corredores de acesso da cidade é a BR-101, a rodovia Transbeto, as Avenidas Eugenio Krause, São João, Inácio Francisco de Souza e Nereu Ramos.

Educação[editar | editar código-fonte]

A cidade possui curso superior no método de ensino a distânica através da UNIASSELVi, disponibilizando os cursos de Logística e Pedagogia; e conta com o campus V da UNIVALI - Universidade do Vale do Itajaí - que serve como base para o ensino em campo do curso de Oceanografia. Atualmente existem três escolas estaduais que oferecem até o ensino médio, e as demais municipais, assim como creches e uma Escola Especial.

Penha tem cerca de 5 mil alunos na sua rede de ensino escolar e entre 500 pessoas no ensino superior.

Entretenimento[editar | editar código-fonte]

Entrada do Beto Carrero World.

Sua extensa e bela faixa de areia faz do balneário o principal meio de lazer diurno dos moradores e milhares de turistas que procuram a região para relaxar. São 31 km de orla marítma e 19 praias propícias para diversas formas de lazer: surf, pesca, banho de mar, esportes na areia e com trilhas ecológicas. O parque Beto Carrero World é uma opção de diversão garantida para pequenas e 'grandes' crianças.

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 de dezembro de 2010.
  3. Censo Populacional 2010. Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 de dezembro de 2010.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Santa Catarina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.