Província de Ōmi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mapa das províncias japonesas (1868) com a província de Ōmi em destaque
Este ukiyo-e de Hiroshige ilustra os barcos de Yahashi, uma das Oito visões de Ōmi.

Ōmi (近江国, Ōmi no kuni?) foi uma antiga província do Japão, que hoje equivale à prefeitura de Shiga. Foi uma das províncias que formavam o circuito Tōsandō. Também era conhecida como Gōshū (江州?).

A antiga capital ficava próxima a Ōtsu, que também era a cidade do maior castelo.

Hōjō Tokimasa (北條 時政, 1138-1215), o primeiro shikken do Xogunato Kamakura, foi feito daimyo da província de Ōmi no 10º mês de Shōji 2 (1200).1

Durante o Período Edo, continha cinco das estações da estrada Tōkaidō. Durante o Período Sengoku, a parte norte da província era o feudo de Ishida Mitsunari, oponente de Tokugawa Ieyasu na Batalha de Sekigahara, apesar de ele ter gasto a maior parte do seu tempo no Castelo de Osaka administrando o feudo do jovem filho de Toyotomi Hideyoshi. Após a derrota de Ishida, Tokugawa concedeu o feudo a aliados, o clã Ii, que construiu a cidade e o castelo de Hikone a partir das ruínas de Sawayama.

A parte sul da província nos arredores de Kōka (Koga) era o lar dos famosos Ninjas Koga, uma das duas principais escolas de ninjutsu.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Titsingh, Isaac. (1834). Annales des empereurs du japon, p. 224.
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia do Japão é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.