Receptor GABAB

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Portal A Wikipédia possui o portal:


O envio de receptores GABAB à membrana. E ligação do GABA ao receptor, ativando a proteína G

Os receptores GABAB (GABABR) são receptores metabotrópicos transmembranares, ativados pelo ácido gama-aminobutírico (GABA), ligados a uma proteína G em canais de potássio[1] . Esses receptores são encontrados na região periférica e central do sistema nervoso autônomo.[2]

Funções[editar | editar código-fonte]

Os receptores GABAB podem estimular a abertura dos canais de K+, o que faz com que o neurônio ao equilíbrio do potencial de K+, hiperpolarizando o neurônio. Isto evita a abertura dos canais de sódio, evita que o potencial de ação dispare, impede a abertura dos canais de Ca2+ dependente de voltagem, e por isso impede a liberação de neurotransmissores. Assim os receptores GABAB são considerados receptores inibidores.

Eles também podem reduzir a atividade da adenilato ciclase e diminuir a condutância de Ca2+ na célula.[2]

Os receptores GABAB estão envolvidos nas ações do etanol[3] , GHB (ácido gama-hidróxibutírico)[4] e possivelmente na dor.[5] . Pesquisas recentes sugerem que este receptor pode representar uma importante função no desenvolvimento[6] .

Estrutura[editar | editar código-fonte]

GABABRs são semelhantes na estrutura e da mesma família dos receptores metabotrópicos de glutamato[7] . Existem dois subtipos do receptor, GABAB1 e GABAB2[2] [8] , e estes mostram-se juntos como heterodímeros nas membranas neuronais, ligando-se por sua porção intracelular carboxi-terminal[2] [7] .

Especula-se que a ligação do GABA causa uma modificação da estrutura do receptor de um modo parecido do qual a planta dionéia pega as moscas[2] .

Modelo de funcionamento do domínio extracelular do receptor GABAB. A. A ligação de um agonista (em azul) ao nível do GB1 estabiliza a forma fechada do receptor. B. A planta dionéia (do inglês Venus Flytrap). C. Modelo da ativação do recpetor GABAB,

Ligantes seletivos[editar | editar código-fonte]

Agonistas[editar | editar código-fonte]

  • GABA
  • Baclofeno (é um análogo GABA, que age como um agonista seletivo dos receptores GABAB, e é usada como relaxante muscular. No entanto, pode agravar a crise de ausência e, por isso, não é utilizado na epilepsia)
  • GHB
  • Fenibut

Antagonistas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Chen K, Li H, Ye N, Zhang J, Wang J. (2005). "Role of GABAB receptors in GABA and baclofen-induced inhibition of adult rat cerebellar interpositus nucleus neurons in vitro". Brain Res Bull 67 (4): 310–8. DOI:10.1016/j.brainresbull.2005.07.004. PMID 16182939.
  2. a b c d e Martin I.L., and Dunn S.M.J. 2002. GABA receptors Tocris Cookson Ltd.
  3. Dzitoyeva S, Dimitrijevic N, Manev H. (2003). "Gamma-aminobutyric acid B receptor 1 mediates behavior-impairing actions of alcohol in Drosophila: adult RNA interference and pharmacological evidence". Proc Natl Acad Sci USA 100 (9): 5485–90. DOI:10.1073/pnas.0830111100. PMID 12692303.
  4. Dimitrijevic N, Dzitoyeva S, Satta R, Imbesi M, Yildiz S, Manev H. (2005). "Drosophila GABA(B) receptors are involved in behavioral effects of gamma-hydroxybutyric acid (GHB)". Eur J Pharmacol 519 (3): 246–52. DOI:10.1016/j.ejphar.2005.07.016. PMID 16129424.
  5. Manev H, Dimitrijevic N. (2004). "Drosophila model for in vivo pharmacological analgesia research". Eur J Pharmacol 491 (2-3): 207–8. DOI:10.1016/j.ejphar.2004.03.030. PMID 15140638.
  6. Dzitoyeva S, Gutnov A, Imbesi M, Dimitrijevic N, Manev H. (2005). "Developmental role of GABAB(1) receptors in Drosophila". Brain Res Dev Brain Res 158 (1-2): 111–4. DOI:10.1016/j.devbrainres.2005.06.005. PMID 16054235.
  7. a b MRC (Medical Research Council). 2003. Glutamate receptors: Structures and functions. University of Brisotol Centre for Synaptic Plasticity.
  8. Purves D., Augustine G.J., Fitzpatrick D., Katz L.C., LaMantia A.S., McNamara J.O., and Williams S.M. 2001. Neuroscience, Second Edition. Sinauer Associates, Inc.
  9. Berretta N, Giustizieri M, Bernardi G, Mercuri NB. (novembro 2005). "Trace amines reduce GABA(B) receptor-mediated presynaptic inhibition at GABAergic synapses of the rat substantia nigra pars compacta". Brain Res. 1062 (1-2): 175–8. DOI:10.1016/j.brainres.2005.09.009. PMID 16263097.

Ver também[editar | editar código-fonte]