Rio Zambeze

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde dezembro de 2013). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Trechos sem fontes poderão ser removidos.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing.


Zambeze
Bacia hidrográfica do Zambeze
Comprimento 2.574 km
Altitude da nascente 1.500 m
Foz Canal de Moçambique
Área da bacia 1 390 000 km²
País(es)  Zâmbia
 Angola
Namíbia
Botswana
 Zimbabwe
 Moçambique
País(es) da
bacia hidrográfica
 Zâmbia
 República Democrática do Congo
 Angola
Namíbia
Botswana
 Zimbabwe
 Moçambique
Malawi
Tanzânia

O Zambeze (em inglês: Zambezi ou Zambesi) é um grande rio da África Austral.

Curso[editar | editar código-fonte]

Com um total de 2.750 km de comprimento, o Zambeze nasce na Zâmbia, a 30 km da fronteira com Angola. Entra em território angolano no Cazombo e sai a sul do Lumbala-Caquengue, sempre no município do Alto Zambeze, província do Moxico. A sua importância em Angola é devida principalmente à extensa bacia hidrográfica de 150 800 km² apenas em território angolano. Todos os rios no quadrante sudeste de Angola são afluentes do Zambeze. O rio, depois, estabelece a fronteira entre a Zâmbia e o Zimbabwe e atravessa Moçambique de oeste para leste, para desaguar no Oceano Índico num enorme delta. A parte mais espetacular do seu curso são as Cataratas Vitória, as maiores do mundo, com 1708 m de extensão e uma queda de 99m. Este monumento natural foi inscrito pela UNESCO em 1989 na lista dos locais que são Património da Humanidade.

O Zambeze tem ainda outras quedas de água importantes, entre as quais as Cataratas Chavuma, próximas da fronteira Angola-Zâmbia e as Ngonye Falls, perto de Sioma, na região ocidental da Zâmbia.

As planícies de inundação do Zambeze, também no oeste da Zâmbia, são a terra do povo Lozi, cujo chefe tem duas “capitais”: Lealui e Limulunga. No tempo das chuvas, a corte dos Lozi muda-se para Limulunga, que não fica inundada e este evento é considerado uma das grandes festividades da Zâmbia, o Kuomboka.

Existem duas grandes barragens no rio Zambeze: Kariba, na fronteira entre a Zâmbia e o Zimbabwe (e gerida conjuntamente) e Cahora Bassa, em Moçambique. Estas barragens são uma das maiores fontes de energia elétrica para a sub-região da África Austral e as suas albufeiras são igualmente palco de importantes pescarias.

Afluentes principais[editar | editar código-fonte]

Vida selvagem[editar | editar código-fonte]

Nas margens do Zambeze e afluentes há abundância de biodiversidade. É famoso o marisco proveniente do Zambeze. Os hipopótamos são comuns nas partes calmas do rio, e existem também crocodilos e outros répteis.

Galeria de Fotos[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Rio Zambeze

Referências

  1. Lewis Mwanangombe (19 de Novembro de 2010). BIODIVERSIDADE – ZÂMBIA: / Resgatando as planícies de Kafue (em português) Inter Press Service. Visitado em 22 de Dezembro de 2013.
  2. Mário Augusto da Costa. Como fizeram os Portugueses em Moçambique (em português). [S.l.]: Rodriques, 1928. 332 pp. p. 297.