The Romance of Tarzan

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
The Romance of Tarzan
O Romance de Tarzan (BR)
Enid Markey e Elmo Lincoln em cena do filme.
 Estados Unidos
1918 • p&b • 70 min 
Direção Wilfred Lucas
Produção William Parsons
Elenco Elmo Lincoln
Enid Markey
Thomas Jefferson
Cleo Madison
Gênero Aventura
Idioma Filme silencioso
Estúdio National Film Corporation of America
Distribuição First National
Página no IMDb (em inglês)

The Romance of Tarzan (O Romance de Tarzan (título no Brasil) ) é um filme norte-americano de 1918, do gênero aventura, dirigido por Wilfred Lucas e estrelado por Elmo Lincoln e Enid Markey.

A produção[editar | editar código-fonte]

Com o sucesso de Tarzan of the Apes, o produtor William Parsons preparou uma continuação ainda para o mesmo ano. Edgar Rice Burroughs protestou, mas nada pôde fazer, porque Parsons fez-lhe ver que adquirira os direitos do romance homônimo e era sua prerrogativa filmá-lo em duas partes, se assim o desejasse.[1]

Baseado nos capítulos finais do best-seller de Burroughs, The Romance of Tarzan fez tanto sucesso quanto o filme precedente. Dois anos depois, Parsons relançou ambas as películas em sessões duplas, para alegria do público. Entretanto, nem um único centavo de todo esse dinheiro foi parar nas mãos de Burroughs,[1] o que levou o escritor a abrir os olhos em casos de futuros negócios com o mundo do cinema. Ele também processou o produtor, mas perdeu a causa.[1]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Tarzan decide ir à Inglaterra reclamar a fortuna do pai, Lorde Greystoke. O navio em que estão ele, Jane e seu primo Clayton, entre outros, é atacado e Tarzan é dado como morto. Mas ele consegue nadar até outro barco e, finalmente, chega à propriedade de Jane em São Francisco -- de smoking -- a tempo de resgatá-la das mãos de bandidos.

Mais tarde, o insidioso Clayton contrata a dançarina Odine para envolver-se com Tarzan, o que leva Jane a repeli-lo. Acabrunhado, o herói retorna à selva. Logo em seguida, no entanto, Jane vai reunir-se a ele, depois que Odine, arrependida, conta-lhe toda a verdade.

Recepção crítica[editar | editar código-fonte]

The Romance of Tarzan foi recebido friamente pela crítica, ao contrário de seu predecessor. Louis Reeves Harrison, importante crítico da época, escreveu no Moving Picture World que o filme é indiferente à logica e à vitalidade do tema, além de não se importar em manter o interesse nem ter propósitos definidos.[1] Para o New York Times, "tirar Tarzan da selva e colocá-lo como herói de uma história vagabunda extraída do popular romance é um crime literário".[1]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Anúncio de The Romance of Tarzan (1918)
Cleo Madison, que interpreta no seriado a dançarina Odine.
Ator/Atriz Personagem
Elmo Lincoln Tarzan
Enid Markey Jane Porter
Thomas Jefferson Professor Porter
Colin Kenny Clayton
Cleo Madison Odine
Clyde Benson Advogado
Monte Blue Juan
Gordon Griffith Tarzan jovem
True Boardman Lord Greystoke
Nigel De Brulier Sacerdote
Kathleen Kirkham Lady Greystoke
George B. French Binns
Phil Dunham Um inglês

Referências

  1. a b c d e ESSOE, Gabe, Tarzan of the Movies, sexta impressão, Secaucus, EUA: The Citadel Press, 1968 (em inglês)

Referências bibliográficas[editar | editar código-fonte]

  • CASSAL, A. B., Mundo de Tarzan, in Fanzim, Edição de Natal, Porto Alegre, 1993
  • ESSOE, Gabe, Tarzan of the Movies, sexta impressão, Secaucus, EUA: The Citadel Press, 1968 (em inglês)
  • SILVA, Diamantino da e LOSSO, Umberto, Tarzan, O Mito da Liberdade, in Mocinhos & Bandidos Especial, São Paulo, 1986

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]