Wikipédia:Consenso

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Green check.svg Esta página documenta uma política da Wikipédia lusófona, uma norma amplamente aceita que todos os editores devem normalmente seguir. Quaisquer alterações devem ser consensuais. Ela foi decidida aqui.
Atalho:
WP:C
Text-x-generic-highlight-yellow-pen.png Resumindo: O consenso é o modelo padrão na tomada de decisões da wikipédia.
Políticas e Recomendações da Wikipédia
Princípios
Cinco pilares

O que a Wikipédia não é

A Wikipédia não possui regras fixas
Políticas de conteúdo
Ponto de vista neutro

Verificabilidade

Nada de pesquisa inédita

Biografias de pessoas vivas

Títulos de artigos
Trabalhando com os outros
Política de edição

Consenso

Civilidade

Não faça ataques pessoais

Assédio moral

Não proferir ameaças legais

Resolução de disputas
Diretórios
Livro de estilo

Lista completa de políticas

Lista completa de recomendações

Presa de decissions.png = Eo-scale2.png

O consenso refere-se à principal forma pela qual são tomadas as decisões na wikipédia, e é aceite como o melhor método de atingir o nosso objectivo de escrever uma enciclopédia. Consenso na wikipédia não significa unanimidade (a qual, embora ideal, nem sempre é atingida); nem é o resultado de contagem de votos. Isto significa que a tomada de decisões pressupõe em esforço para integrar as preocupações legítimas de todos os editores, ao mesmo tempo que deve respeitar as políticas e recomendações anteriormente acordadas pela comunidade.

Esta página descreve de que forma é o consenso interpretado na Wikipédia, como determinar se foi atingido (e como proceder se não o foi), e algumas excepções ao princípio de que todas as decisões devem ser tomadas por consenso.

Obter consenso

Os editores normalmente atingem o consenso como o resultado natural do acto de edição. Depois de alguém alterar ou adicionar conteúdo numa página, aqueles que a lêem podem optar entre deixá-la como está ou alterá-la. Quando os editores não chegam a acordo através apenas da edição, o processo para atingir o consenso deve ser levado para a página de discussão.

Uma decisão por consenso deve levar em conta todas as preocupações legítimas levantadas. Idealmente, deve surgir na ausência de objecções, mas muitas vezes devemos tomar decisões em conjunto para que se possa chegar a um acordo amplo. Quando não se consegue um acordo, a construção de um consenso significa adaptar a proposta de modo a integrar as opiniões dissidentes sem fazer com que os que a aceitam discordem.

Atingir o consenso através da edição

Diagrama simplificado de como se atinge o consenso. Quando é feita uma edição, os outros editores podem aceitá-la, alterá-la ou revertê-la para uma versão anterior. Encontrar um compromisso significa tentar encontrar uma solução que seja aceitável, quer através da sua melhoria, quer através de discussão.

O consenso é um processo normal em toda a Wikipédia, normalmente implícito e invisível. Assume-se que haja consenso em qualquer edição que não seja contestada ou revertida por outro editor. No caso dessa edição ser mais tarde revista por outro editor sem qualquer contestação, assume-se novamente que foi atingido um novo consenso. É desta forma que a enciclopédia é melhorada e construída ao longo do tempo. Uma edição que não seja claramente uma melhoria pode ser melhorada reescrevendo-a. Se reescrever não é suficiente para salvar a edição, deve então ser revertida.

A reversão deve ser justificada. Uma das opções é justificar no sumário de edição, indicando de que forma não se considera que essa edição em particular represente uma melhoria para o artigo, ou que políticas e recomendações justificam que a edição seja desfeita. A discussão deve então ser continuada na página de discussão do artigo. Deve-se recorrer, preferencialmente, a sumários de edição que expliquem de forma clara a objecção. Sumários de edição informativos e substanciais indicam que assuntos é que devem ser resolvidos de modo a atingir-se um consenso. Em alternativa, o sumário de edição pode ser usado para indicar aos restantes editores uma exposição de argumentos mais longa que se tenha aberto na página de discussão. As reversões repetidas são contrárias à política relativa às guerras de edição, excepto em casos de material específico previsto nas regras e para reversões de vandalismo. Na maior parte das vezes, pequenas alterações no texto podem resolver as disputas.

Atingir o consenso através da discussão

Caso não seja possível obter um acordo apenas através da edição, o processo de formação de consenso torna-se mais explícito: os editores devem abrir uma nova secção na página de discussão do artigo e tentar resolver a disputa através da discussão. É aqui que os editores devem tentar persuadir os outros interlocutores, usando argumentos baseados nas políticas e recomendações, em fontes credíveis e no senso comum. Podem também sugerir soluções alternativas ou compromissos que possam eventualmente resolver todas as preocupações levantadas. O resultado pode até ser um acordo que não satisfaça por completo todas as partes, mas que todos reconheçam como uma solução razoável. O consenso é um processo constante na Wikipédia; normalmente é melhor ceder e aceitar um compromisso menos perfeito – compreendendo que a página está sempre a ser melhorada – do que batalhar para tentar implementar uma determinada versão "perfeita" de imediato. A qualidade de artigos onde há disputas constantes é, normalmente, menor do que aqueles em que os editores são mais tolerantes.

Quando os editores se deparam com dificuldades na obtenção de um consenso, está disponível um processo auxiliar, os pedidos de opinião. Lembre-se, no entanto, que os administradores actuam sobretudo no cumprimento das regras e em relação ao comportamento dos editores e que não têm autoridade para decidir sobre disputas de conteúdo. Podem bloquear editores que demonstrem comportamentos que interfiram com o processo de consenso (como guerras de edição, utilização de contas-fantoche ou falta de civilidade). Podem também tomar decisões sobre se as edições são ou não permitidas dentro das políticas, mas normalmente não vão além destes procedimentos.

Como chegar a um consenso

Os editores que mantêm uma atitude neutral, imparcial e civilizada normalmente conseguem obter consenso num artigo através do processo descrito acima. No entanto, é frequente os editores encontrarem-se num impasse, quer porque não conseguem encontrar argumentos lógicos para debater a disputa, quer porque se tornam obcecados por motivos emocionais ou ideológicos em "vencer" essa discussão. O que se segue são sugestões de como resolver disputas aparentemente irresolúveis, a par de breves descrições de processos auxiliares formais e informais.

Em páginas de discussão

Atalho:
WP:JUSTIFIQUE

Seja audaz, mas não insensato. Na maioria das situações, a primeira acção a fazer é editar o artigo e na maioria das vezes essa edição resolve a disputa. Faça uso de sumários de edição claros que expliquem o objectivo dessa edição. Se a edição é revertida, tente fazer uma edição de compromisso que leve em conta as preocupações dos outros editores. Os sumários de edição são úteis, mas não tente resolver disputas através dos sumários de edição; tal é geralmente visto como guerra de edições e pode implicar sanções. Se uma edição é revertida e seja previsível que as próximas edições tenham o mesmo destino, crie uma nova secção na página de discussão do artigo para discutir o problema.

Ao tentar chegar a um consenso, tenha em conta a qualidade dos argumentos, o contexto em que surgem, as objecções dos que discordam e a documentação existente. A qualidade de um argumento é de longe mais importante do que se representa ou não o ponto de vista da maioria. Argumentos do género "Não gosto nada" ou "Gosto muito" normalmente não têm qualquer peso na discussão.

Limite as discussões na página do artigo às discussões sobre fontes, ao foco do artigo e às políticas. A obrigação nas páginas de discussão dos artigos é explicar de que forma é que um acréscimo, uma alteração ou uma remoção de informação vão beneficiar o artigo e, por conseguinte, a enciclopédia. Quaisquer outras considerações são secundárias. Esta obrigação aplica-se a todos os editores: pode-se assumir que há consenso caso os editores deixem de responder nas páginas de discussão; por outro lado, editores que ignorem páginas de discussão mas continuem a editar ou reverter material em disputa podem ser responsabilizados por comportamento desestabilizador e incorrer em sanções.

O objectivo de uma discussão de consenso é resolver disputas de uma forma que seja o reflexo das políticas e objectivos da Wikipédia, tentando irritar o menor número possível de editores. Os editores com maiores competências sociais e capacidade de negociar têm mais hipóteses de sucesso do que aqueles que se recusam a dialogar e agem de forma pouco civilizada.

Como solicitar correctamente opiniões de terceiros

Quando as conversas nas páginas de discussão dos artigos falham – normalmente porque dois editores, ou dois grupos de editores, não conseguem entender o ponto de vista contrário sobre o mesmo assunto – a Wikipédia possui vários processos para atrair outros editores que possam oferecer a sua opinião. Isto é normalmente útil para resolver impasses simples e de boa fé, uma vez que editores não envolvidos podem trazer novas perspectivas e ajudar os editores envolvidos a ver pontos em comum que eles próprios não conseguem ver. Os principais recursos para isto são os seguintes:

Pedidos de opinião
Afixação de um anúncio com um texto imparcial em pedidos de opinião, convidando outros editores a participar.
Esplanada
Um anúncio escrito de forma imparcial na esplanada pode também chamar à atenção de outros editores voluntários para ajudar.

Muitas destas discussões vão recorrer a vários tipos de sondagens, mas uma vez que o consenso é determinado pela qualidade dos argumentos, e não através da contagem da maioria, as sondagens devem ser vistas apenas como a estruturação da discussão e não como uma votação. Os argumentos que expliquem o posicionamento individual e sejam apoiados nas políticas e recomendações da Wikipédia são os que têm maior peso.

Intervenção da administração ou da comunidade

Em determinados casos, as disputas são pessoais ou ideológicas, em vez de simples desentendimentos sobre conteúdo, e estas podem necessitar da intervenção de administradores ou da comunidade no seu todo. Os sysops não têm autoridade sobre o conteúdo, mas podem intervir para fazer cumprir as políticas (como a WP:BPV) ou para impor sanções aos editores que estejam a desestabilizar de forma inapropriada a discussão. Muitas vezes, pedir a atenção de um administrador na página de discussão é suficiente; normalmente os sysops têm um vasto número de páginas vigiadas e há uma grande probabilidade de que alguém veja e responda. No entanto, há uma série de recursos para lidar com editores intransigentes:

Problemas e erros a evitar no processo de consenso

Os exemplos seguintes são erros que os editores cometem frequentemente durante o processo de consenso:

  • Discussões off-wiki. As discussões noutros sites, em forums da internet, por IRC, por e-mail ou por qualquer outro método externo ao projecto são normalmente desencorajadas, e não se devem levar em conta na determinação do consenso "on-wiki". Nalguns casos, tais diálogos podem dar origem a suspeitas e quebra de confiança. A maior parte das discussões da wikipédia devem tomar lugar onde possam ser vistas por todos os participantes.
  • Solicitações, sockpuppetry e meatpuppetry. Qualquer tentativa de tentar angariar participantes para uma discussão cujo efeito seja enviesar essa discussão é inaceitável. Embora seja aceitável, e até mesmo encorajado, convidar participantes para uma discussão de modo a trazer novas perspectivas e argumentos, é inaceitável convidar apenas editores favoráveis a determinado ponto de vista, ou convidar editores de forma a influenciar a sua opinião sobre o assunto. Usar uma conta-fantoche ('"sock puppet") de modo a influenciar o consenso é totalmente proibido. São permitidas mensagens neutrais e informativas nas várias páginas de anúncios, nos wikiprojetos ou dirigidas a editores; mas acções que possam ser razoavelmente interpretadas como uma tentativa de defraudar ou comprometer o processo de consenso são consideradas comportamento desestabilizador.
  • Edições tendenciosas. A edição motivada unicamente pela imposição de uma agenda editorial de forma contínua e agressiva é considerada comportamento desestabilizador e deve ser evitada. Os editores devem escutar, responder e cooperar com a comunidade de forma a construir melhores artigos. Os editores que se recusam a permitir qualquer outro consenso para além daquele no qual insistem e que prolongam indefinidamente a discussão com a intenção de protelar a obtenção de consenso correm o risco de impedir o processo de consenso.
Atalhos:
WP:FORUMSHOPPING
WP:ADMINSHOPPING

  • Forum shopping, admin shopping, e spin-doctoring. É inútil levantar continuamente as mesmas questões em múltiplas páginas de discussão, ou a múltiplos administradores. Não ajuda em nada ir tentando diferentes áreas de discussão na wikipédia na esperança de eventualmente encontrar uma onde obtenha a resposta que queira. Os pedidos nas áreas de discussão devem ser escritos da forma mais imparcial possível, de forma a também conseguir opiniões também elas imparciais e neutras. Quando existem vários aspectos do mesmo problema a serem debatidos, é razoável que se coloquem tópicos individuais nas áreas de discussão correctas, embora nesse caso seja preferível que se adicionem ligações para mostrar em que outros locais se levantou a questão.

Determinar o consenso

O consenso determina-se em função da qualidade dos argumentos expostos sobre os vários aspectos de um assunto, vistos sob a perspectiva das políticas da wikipédia.

Nível de consenso

Atalho:
WP:CONSENSOLOCAL

O consenso entre um grupo limitado de editores, em determinado local, não se pode sobrepor a um consenso comunitário a uma escala maior. Por exemplo, os participantes em WikiProjetos não podem decidir que determinadas políticas ou recomendações é que não se aplicam nos artigos que façam parte do seu escopo, a não ser que consigam convencer uma maior audiência de que essa acção está correcta.

A wikipédia exige um maior nível de participação e consenso para alterações nas suas políticas e recomendações do que noutro tipo de artigos. Estas regras refletem um consenso já estabelecido, e este estabilidade e consistência são importantes para a comunidade. Em virtude deste facto, os editores quando querem propor alterações substanciais devem expo-las primeiro na página de discussão de modo a permitir alguma discussão antes de a alteração ser implementada. Podem ser feitas alterações sem discussão prévia, mas estão sujeitas a um nível elevado de escrutínio. A comunidade tem maior aceitação a edições nas políticas se forem feitas de forma progressiva e conservadora, com esforços nítidos na procura de opiniões e consenso de outros editores.

Sem consenso

Atalho:
WP:SEMCONSENSO

Nalgumas discussões não se chega a um consenso. Isto significa que não há consenso para exercer uma acção, mas também não há consenso para "não" a exercer. O passo seguinte depende do contexto.

  • Em discussões de eliminação, a falta de consenso leva a que se dê início a uma prorrogação do prazo onde decorre votação.
  • Em discussões de acréscimo de texto ou alterações, a falta de consenso normalmente implica que não sejam feitas alterações ao artigo. No entanto, para matérias controversas relacionadas com pessoas vivas, a falta de consenso determina frequentemente a remoção da matéria em disputa.
  • Em discussões sobre títulos de artigos, a falta de consenso traz duas hipóteses: se o título de um artigo se tem mantido estável durante um longo período de tempo, então é mantido o título estável. Se o título nunca foi estável, ou tem sido disputado por um longo período de tempo, então é movido para o título usado pelo primeiro editor significativo depois do artigo ter deixado de ser um esboço. Ver também versões da língua portuguesa para os casos em que a disputa recai sobre a alteração de idioma.
  • Em disputas relativas a ligações externas, as hiperligações em disputa são removidas.

O consenso pode ser alterado

O consenso pode ser alterado, e assuntos discutidos anteriormente podem ser discutidos de novo, sobretudo quando há novos argumentos ou circunstâncias que antes não foram tidas em consideração. Por outro lado, se há um consenso recente sobre um assunto, pode ser desestabilizador trazê-lo de novo à discussão.

Embora uma edição possa ser revertida por violar o consenso, frases semelhantes a "de acordo com consenso" são explicações de pouca utilidade quando se justifica uma reversão. Em vez disso, devem ser dadas as razões para a objecção, ao que se pode seguir uma discussão sobre o mérito da proposta. Durante a discussão, pode ser indicada uma referência para a discussão de consenso que sustenta a reversão, caso a própria discussão demonstre um consenso e torne óbvio de que forma a edição que foi revertida contradiz o consenso.

Decisões que não são da competência dos editores

Algumas políticas e decisões tomadas pela Wikimedia Foundation ("WMF"), pelos seus dirigentes e pelo Comité de Arbitragem estão fora da competência do consenso entre editores.

  • A WMF tem controlo legal e responsabilidade civil em relação à Wikipédia. As decisões, determinações e actos do Quadro da WMF e dos seus representantes legais têm precedência sobre o consenso. Qualquer consenso entre editores que implique a violação de qualquer decisão, imposição ou regra das políticas da Wikimedia Foundation deve ser comunicado por escrito à própria fundação.
  • Não é permitido aos editores reverter qualquer office action sem haver autorização explícita da WMF.

Histórico

Ver também